“Ao trabalho; nós vamos continuar; médico não abandona paciente!”, diz Mandetta após Bolsonaro fracassar em sua demissão

07/04/2020 0 Por Redação Urbs Magna

Ficou provado nesta segunda-feira (6) que Bolsonaro é uma ‘rainha da Inglatera’ que reina mas não governa. Sem realeza. E pode nem estar reinando mais. Sua tentativa de demitir o Ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta fracassou. Por ciúmes, o presidente do Brasil viu sua estrela brilhar e não gostou. Pesquisa de opinião apontou seu desafeto como mais popular que ele e até Sérgio Moro. E ao que parece, o que lhe confere apoio popular é que o povo brasileiro nota que ele não está preocupado com seu cargo, mas com a saúde de todos neste momento crítico no mundo e com as projeções de casos de covid-19 no país. O povo o vê como alguém que trabalha. Quanto a Bolsonaro, despenca, despenca, despenca…. Já Mandetta, foi recebido com aplausos por servidores do Ministério da Saúde. Veja na imagem abaixo:

Gostamos de críticas construtivas, o que não gostamos é de críticas que venham para conturbar o ambiente de trabalho. Hoje, foi um dia que rendeu pouco no ministério, ficou muita gente pensando se eu ia sair ou ficar. Nós vamos continuar, porque continuando a gente vai enfrentar nosso inimigo. Nosso inimigo tem nome e sobrenome: é a covid-19. Temos uma sociedade para tentar proteger. Médico não abandona paciente, eu não vou abandonar“, afirmou Luiz Henrique Mandetta.

Hoje foi um dia que o trabalho no Ministério rendeu pouco. Ficou todo mundo com a cabeça avoada se eu ia sair. Muitos vieram em solidariedade, e agradeço. [Tinha] Gente aqui dentro limpando gaveta, pegando as coisas. Até as minhas gavetas vocês ajudaram a fazer as limpezas“, disse o Ministro da Saúde.

ASSISTA À COLETIVA DO MINISTÉRIO DA SAÚDE, COM LUIZ HENRIQUE MANDETTA, NA NOITE DESTA SEGUNDA-FEIRA (06):

Comente com o Face ou utilize a outra seção abaixo. Os comentários são de responsabilidade do autor e não têm vínculo com a publicação. Mantenha um bom nível de discussão, do contrário reservamo-nos o direito de banir seus perfis.