Ameaçado de morte, Jean Wyllys deixa o Brasil em atitude que confirma envolvimento dos Bolsonaros com milícias

24/01/2019 0 Por Redação Urbs Magna

“Preservar a vida ameaçada é também uma estratégia da luta por dias melhores”, disse o deputado, principal referência da luta pelos direitos LGBTI no Congresso

O deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) anunciou nesta quinta-feira (24) que vai deixar o Brasil e abrir mão de seu mandato.

Eleito pela terceira vez consecutiva em 2018, Wyllys é a principal referência da luta pelos direitos LGBTI no Congresso e, diante da ascensão de Jair Bolsonaro à presidência, teme por sua vida e sua integridade física.

“Eu não quero ser mártir. Eu quero viver”, afirmou Jean em entrevista à Folha de S. Paulo.

Alvo de fake news da campanha de Jair Bolsonaro e tido como um dos principais inimigos da família Bolsonaro no Congresso, o parlamentar revelou que sempre foi alvo de ameaças mas que começou a cogitar, de fato, abandonar a vida pública, depois do assassinato de sua companheira de partido, a vereadora Marielle Franco. Desde então, Wyllys vive sob escolta policial.

Nos últimos dias, denúncias tem mostrado a ligação do filho do presidente, Flávio Bolsonaro, com policiais milicianos que estariam envolvidos na morte da psolista, o que incentiva ainda mais a decisão de Jean Wyllys.

“Me apavora saber que o filho do presidente contratou no seu gabinete a esposa e a mãe do sicário. O presidente que sempre me difamou, que sempre me insultou de maneira aberta, que sempre utilizou de homofobia contra mim. Esse ambiente não é seguro para mim”, desabafou.

Wyllys, que está de férias no exterior, informou que não pretende voltar e que se dedicará aos estudos. “Preservar a vida ameaçada é também uma estratégia da luta por dias melhores. Fizemos muito pelo bem comum. E faremos muito mais quando chegar o novo tempo, não importa que façamos por outros meios!”, escreveu o deputado em suas redes sociais.

O PSOL ainda não se pronunciou oficialmente sobre a decisão do deputado. Na entrevista, porém, Wyllys garantiu que seu partido entendeu e apoiou sua resolução.

Et Urbs Magna via Revista Fórum

Receba nossas atualizações direto no seu WhatsApp – Salve nosso número em sua agenda e envie-nos uma mensagem – É GRÁTIS – ACESSE AQUI

Doe ao Et Urbs Magna

𝙲𝙾𝙽𝚃𝚁𝙸𝙱𝚄𝙰 𝚌𝚘𝚖 𝚘 𝚅𝙰𝙻𝙾𝚁 𝚀𝚄𝙴 𝙳𝙴𝚂𝙴𝙹𝙰𝚁 (O valor está expresso em Dólar americano) Para alterar o valor a contribuir, basta alterar o MULTIPLICADOR na caixa correspondente 𝐀 𝐩𝐚𝐫𝐭𝐢𝐫 𝐝𝐞 𝐔𝐒𝐃 $ 5 até o limite que desejar

$5.00


Comente