Justiça proíbe Itaipu de transferir Janja, a noiva de Lula, para Foz do Iguaçu

14/11/2019 1 Por Redação Urbs Magna
Justiça proíbe Itaipu de transferir Janja, a noiva de Lula, para Foz do Iguaçu

A socióloga Rosângela da Silva, a Janja, namorada do ex-presidente Lula, não poderá ser transferida pela Itaipu Binacional para a cidade de Foz do Iguaçu, a 635 km de Curitiba. A decisão é da Justiça do Trabalho do Paraná.


Além de Janja, a juíza Christiane Bimbatti, da 4ª Vara de Curitiba, também deferiu o pedido de outros 150 funcionários da empresa de energia que atuam na sede da capital paranaense.


WHATSAPP

TELEGRAM
Receba nossas NOTÍCIAS.
Acesse e siga as INSTRUÇÕES
Receba nossas NOTÍCIAS.
Acesse e siga NOSSO CANAL

A Itaipu havia determinado a transferência dos funcionários de Curitiba para Foz em maio deste ano.

A magistrada atendeu a um pedido do Sindicato dos Trabalhadores nas Empresas de. Produção, Transmissão e Distribuição de Energia Elétrica de Fontes Hídricas, Térmicas e Alternativas de Foz do Iguaçu, o SINEFI.





LEIA TAMBÉM:
A Petrobras pede desculpas a ‘inocentes perseguidos’ pela Lava Jato – a Lula também?
Lula ainda pode voltar a ficar elegível e a briga entre instâncias inferiores e o STF deve ajudar – Entenda
Gebran do TRF-4, que aumentou pena de Lula, tem suspeição óbvia por diálogos impróprios com procuradores do MPF revelados no Intercept


Quanto a Janja, a namorada de Lula, a decisão de hoje (13) pode ter vindo tarde. A companheira do ex-presidente Lula pretende deixar o emprego na Itaipu Binacional nos próximos dias.

De acordo com a sentença da juíza, a Itaipu não conseguiu justificar o motivo das transferências dos funcionários e não apresentou comprovação material da necessidade da empresa.

“Destaque-se que o único documento a embasar a decisão de transferência dos empregados é a própria determinação, e, portanto, vontade, da empregadora. Segundo este documento, a decisão foi tomada por ‘necessidade de adoção de medidas administrativas para otimização de recursos’, sendo uma dessas medidas ‘a concentração do processo decisório e da execução dos processos empresariais das diversas diretorias em Foz do Iguaçu’”, escreveu a magistrada.

Portanto, #JanjaLivre!

via Blog do Esmael

Anúncios