Lula denuncia que Polícia Federal invadiu sua cela com intimação às 6h da manhã desta terça (05) como se estivesse fazendo uma coerção

06/11/2019 7 Por Redação Urbs Magna
Lula denuncia que Polícia Federal invadiu sua cela com intimação às 6h da manhã desta terça (05) como se estivesse fazendo uma coerção

Em entrevista concedida nesta quarta-feira (6) ao Blog da Cidadania, o ex-presidente classificou a ação como “palhaçada” e defesa acusa ilegalidade


Em entrevista concedida nesta quarta-feira (6) ao Blog da Cidadania, o ex-presidente Lula denunciou que a Polícia Federal esteve na sua cela às 6h da manhã da terça para entregar uma intimação que o convocava a depor às 10h na ação que tinha sido preparada pela mesma PF para prender a ex-presidenta Dilma Rousseff.

Assista ao trecho da entrevista de Eduardo Guimarães em que Lula diz que foi vítima de uma palhaçada:


WHATSAPP

TELEGRAM
Receba nossas NOTÍCIAS.
Acesse e siga as INSTRUÇÕES
Receba nossas NOTÍCIAS.
Acesse e siga NOSSO CANAL

Os advogados do ex-presidente interviram e conseguiram adiar o depoimento e consideraram desnecessária a forma como Lula foi intimado. O ex-presidente foi mais duro, definiu a ação como “uma palhaçada”.

“Ainda ontem fizeram uma palhaçada comigo. Você acredita que ontem entraram na cela que eu tô 6 às horas da manhã. Como se tivessem fazendo uma coerção”, diz o ex-presidente em trecho disponibilizado pelo blog.


(clique na imagem abaixo)



CONTINUA APÓS A SEÇÃO ABAIXO:

Leia também
Carlos Bolsonaro postou foto segurando arma e vaso de flores minutos após o assassinato de Marielle Franco e, em seguida deletou a imagem das redes. A foto está bombando hoje

➤ O POVO TÁ MAIS FODIDO DO QUE EU – pensando assim na prisão, Lula sobreviveu ao ódio por Moro e Dallagnol, além de renovar a esperança

Morte de Gugu liberato, divulgada nas redes nesta quinta (21), pode ser verdade. Estado do apresentador era crítico.


CONTINUAÇÃO

A intimação não precisava ter sido desta forma inclusive porque Lula estava sendo convocado como testemunha.

Amanhã o STF julga a tese de prisão em 2ª instância e no meio jurídico e político esta tentativa de prender Dilma e de intimidar Lula foi entendida como uma ação de força e de uso do aparelho policial pelo ministro da Justiça Sérgio Moro.

O editor da Fórum, Renato Rovai, revela que essa pressão de Bolsonaro, Moro e das Forças Armadas devem levar a uma manobra de Toffoli para manter Lula preso após a votação de amanhã no STF.

SIGA Et Urbs Magna

FacebookTwitterInstagram
Anúncios