Eduardo Bolsonaro comanda comissão que aprova moção de repúdio a Alberto Fernández por pedir Lula Livre

06/11/2019 1 Por Redação Urbs Magna
Eduardo Bolsonaro comanda comissão que aprova moção de repúdio a Alberto Fernández por pedir Lula Livre

Segundo o filho do presidente, Fernández “desrespeita” o judiciário brasileiro ao pedir a liberdade do ex-presidente Lula


A Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara (CREDN), presidida pelo deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), aprovou nesta quarta-feira (6) uma moção de repúdio contra Alberto Fernández, presidente eleito da Argentina.


WHATSAPP

TELEGRAM
Receba nossas NOTÍCIAS.
Acesse e siga as INSTRUÇÕES
Receba nossas NOTÍCIAS.
Acesse e siga NOSSO CANAL

O argumento, segundo o filho do presidente, é que Fernández “desrespeita” o judiciário brasileiro ao pedir a liberdade do ex-presidente Lula.

“Aprovada na CREDN, requerimento do Dep. Fed. Luiz Philippe de Orleans e Bragança, que redige moção de repúdio ao presidente eleito da Argentina, Alberto Fernandéz”, escreveu Eduardo no Twitter.

“Por desrespeito às decisões das instituições judiciais do estado brasileiro, por quebra de decoro internacional, que preza pelas boas relações diplomáticas, pelo ativismo político em questões internas do Brasil e pelo desagravo a uma parcela expressiva da população brasileira”, continuou.


(clique na imagem abaixo)



CONTINUA APÓS A SEÇÃO ABAIXO:

Leia também
Carlos Bolsonaro postou foto segurando arma e vaso de flores minutos após o assassinato de Marielle Franco e, em seguida deletou a imagem das redes. A foto está bombando hoje

➤ O POVO TÁ MAIS FODIDO DO QUE EU – pensando assim na prisão, Lula sobreviveu ao ódio por Moro e Dallagnol, além de renovar a esperança

Morte de Gugu liberato, divulgada nas redes nesta quinta (21), pode ser verdade. Estado do apresentador era crítico.


CONTINUAÇÃO

Alberto Fernández já citou diversas vezes que defende a liberdade do ex-presidente e chegou a visitá-lo em Curitiba em duas ocasiões.

No dia das eleições na Argentina, em 27 de outubro, Fernández publicou uma foto em suas redes sociais celebrando o aniversário do ex-presidente e pedindo “Lula Livre”.

Mais tarde, já eleito, novamente protestou contra a prisão política de Lula durante seu primeiro discurso depois da apuração das urnas.

Ver imagem no Twitter
Aprovada na CREDN, requerimento do Dep. Fed. Luiz Philippe de Orleans e Bragança @lpbragancabr, que redige moção de repúdio ao presidente eleito da Argentina, Alberto Fernandéz

via Revista Fórum

Anúncios