Weintraub e Pontes brigam por R$ 4,5 bilhões do CNPq e da Capes

20/10/2019 1 Por Redação Urbs Magna
Weintraub e Pontes brigam por R$ 4,5 bilhões do CNPq e da Capes

Ministro da Educação defende que órgão de fomento à pesquisa passe para seu guarda-chuva. Professores e cientistas são contra mudanças


Nos bastidores do governo federal, dois ministros disputam o controle do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) – órgão ligado ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC). Tanto a pasta quanto o órgão de pesquisa foram criados há quase sete décadas e vivem agora um dos seus momentos de maior instabilidade.


WHATSAPP

TELEGRAM
Receba nossas NOTÍCIAS.
Acesse e siga as INSTRUÇÕES
Receba nossas NOTÍCIAS.
Acesse e siga NOSSO CANAL

Chefe do MCTIC, o astronauta Marcos Pontes quer manter o CNPq sob seu guarda-chuva. Do outro lado da Esplanada, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, tenta assumir o comando do órgão. Em jogo, um orçamento bilionário.

A principal ideia do Ministério da Educação (MEC) é fundir o CNPq com a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), que já pertence à pasta de Weintraub.

Tanto o CNPq quanto a Capes concedem bolsas de estudos e fomentam a produção científica brasileira. A Capes tem orçamento de R$ 3,3 bilhões para este ano. O CNPq tem à disposição cerca de R$ 1,2 bilhão (dos quais R$ 900 milhões somente para bolsas). Juntos, portanto, os órgãos vão movimentar R$ 4,5 bilhões este ano.

via Metrópoles

SIGA Et Urbs Magna

FacebookTwitterInstagram
Anúncios