Afinal, Trump humilhou Bolsonaro sobre OCDE? Sim, leia, em tempo, a carta em sua íntegra

14/10/2019 1 Por Redação Urbs Magna
Afinal, Trump humilhou Bolsonaro sobre OCDE? Sim, leia, em tempo, a carta em sua íntegra

A agência Bloomberg divulgou na quinta-feira (10) a carta do secretário norte-americano Mike Pompeo à Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), onde recomenda a entrada da Argentina e da Romênia no fechado clube dos chamados “países ricos”. Para decepção de Bolsonaro, o Brasil não foi lembrando por Donald Trump, o principal “leão de chácara” do clube


O governo Bolsonaro fez de tudo e mais um pouco para obter o aval dos Estados Unidos para obter o passaporte do grupo: o presidente brasileiro chegou a abrir mão de benefícios na Organização Mundial do Comércio (OMC) dados a países em desenvolvimento, liberou a entrada de norte-americanos no país sem a reciprocidade para os brasileiros e declarou “I love you Trump”, mas nada disso sensibilizou o líder dos EUA.




WHATSAPP

TELEGRAM
Receba nossas NOTÍCIAS.
Acesse e siga as INSTRUÇÕES
Receba nossas NOTÍCIAS.
Acesse e siga NOSSO CANAL

Uma humilhação e uma derrota da política externa bolsonarista, de alinhamento automático com os EUA, e que pretendia apresentar a entrada na OCDE como um marco em contraposição aos governos do PT. Nem a propalada amizade de Dudu com Trump funcionou pelo jeito…




Leia a íntegra da carta enviada para OCDE por Michael Pompeo no dia 28 de agosto sem a indicação do Brasil:

Caro sr. secretário-geral,

O Presidente Trump e eu recebemos as suas cartas de julho a respeito da expansão da OCDE. Lamento que elas não representem com precisão a posição dos EUA. Propomos convidar apenas a Argentina e a Romênia. Os Estados Unidos continuam a preferir expansão em ritmo cadenciado, que leve em conta a necessidade de pressão por reformas de governança e planejamento sucessório.

A proposta dos EUA permite expansão sem que se desvie destas prioridades. Vamos continuar encorajando outros membros da OCDE a adotá-la.

Sinceramente,

Michael R. Pompeo

Anúncios