Oposição quer PGR investigando Moro sobre inquérito sigiloso do PSL

10/10/2019 0 Por Redação Urbs Magna
Oposição quer PGR investigando Moro sobre inquérito sigiloso do PSL

Deputados do PCdoB, PT e PSOL ingressaram com ação na Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o ministro da Justiça, Sergio Moro. Eles querem que o órgão investigue se ele teve acesso ao inquérito sigiloso do laranjal do PSL em Minas Gerais


A Folha de S.Paulo no domingo (6) revelou que Haissander Souza de Paula, ex-assessor do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, principal envolvido no escândalo, deu depoimento à Polícia Federal (PF) dizendo que o dinheiro desviado pode ter sido usado na campanha de Bolsonaro, em 2018.

No mesmo dia, Moro publicou a seguinte mensagem no Twitter: “O presidente Jair Bolsonaro fez a campanha presidencial mais barata da história. Manchete da Folha de S.Paulo de hoje não reflete a realidade. Nem o delegado, nem o Ministério Público, que atuam com independência, viram algo contra o presidente da República neste inquérito de Minas. Estes são os fatos”.


continua após a seção abaixo:


LEIA TAMBÉM outras notícias desta segunda-Feira, 14/10/2019
1) Bomba Glenn abre esta segunda (14) expondo jogada criminosa dos procuradores de Curitiba: denúncia contra Lula do sítio de Atibaia era apenas distração para salvar Temer e Joesley
2) “Pirracento, agressor, infantil e ciumento, Ciro Gomes vai implodindo o PDT como Bolsonaro implodiu o PSL”
3) Afinal, Trump humilhou Bolsonaro sobre OCDE? Sim, leia, em tempo, a carta em sua íntegra


Em fevereiro deste ano, ao falar sobre o mesmo assunto, Moro afirmou: “Olha, com todo respeito, o tempo de ministros da Justiça que atuavam como advogados de membros do governo federal é coisa do passado. Não cabe o ministro da Justiça fazer esse papel de defesa de situações apontadas em relação a membros do governo”.

“Moro indica ainda ter informações da investigação conduzida sob sigilo pela Polícia Federal e pelo Ministério Público de Minas Gerais. Ou seja, o ministro tem acesso à informação privilegiada e a divulga, em defesa do presidente que o nomeou, agindo em total violação aos princípios da administração pública, além da legislação em vigor”, escreveram os deputados Marcelo Freixo (PSOL-RJ), Orlando Silva (PCdoB-SP), Paulo Pimenta (PT-RS) e Paulo Teixeira (PT-SP).


continua após a seção abaixo:



Orlando Silva diz que Moro deu a entender que tem informações privilegiadas sobre a opinião do delegado e do Ministério Público no inquérito do laranjal do PSL. “Ingressamos na PGR, com para saber se o ministro quebrou sigilo do caso”, disse.

“Senhor Sérgio Moro. Como o senhor disse que não houve caixa 2 na campanha do Bolsonaro se o inquérito está em segredo de justiça? O senhor teria violado tal segredo?”, questionou o deputado Paulo Teixeira (PT-SP).

SIGA Et Urbs Magna

FacebookTwitterInstagram
Anúncios