Filho de governador do PSDB planejou matar operador de propinas, diz TV

24/09/2019 0 Por Redação Urbs Magna
Filho de governador do PSDB planejou matar operador de propinas, diz TV

Segundo reportagem que foi ao ar nesse domingo (22 de setembro), no Fantástico, Rodrigo Souza e Silva – filho do governador do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB) – é suspeito de envolvimento em tentativa de assassinato de José Ricardo Guti Gumari, corretor de gado, também conhecido como “Polaco”. 

Polaco foi flagrado recebendo propinas de empresários do estado; o destinatário final seria o governador tucano, que nega acusações.

Polaco teria recebido pagamentos em troca de seu silêncio, segundo documentos da Polícia Federal e do MP-MS (Ministério Público do Mato Grosso do Sul): dois pagamentos de R$ 300 mil e, no terceiro pagamento, o filho do governador e um policial militar, que é primo de Azambuja, tentaram roubar a propina e matar Polaco. O plano, no entanto, não teve êxito, pois Polaco enviou um amigo para receber a propina e não estava presente no local. O amigo acabou sendo roubado por assaltantes contratados pelo Policial militar, primo do governador.

Um dos assaltantes, Luiz Carlos Vareiro, 61 anos, confessou o crime e que foi contratado pelo policial militar para matar e roubar o operador de propinas. A segunda Câmara de Justiça do Mato Grosso do Sul aceitou denúncia do Ministério Público estadual e tornou réus, por roubo, o filho do governador, Rodrigo Souza e Silva e o policial militar, Hilarino Ferreira, primo do governador tucano.

Azambuja (PSDB-MS) é alvo de inquéritos no STJ (Superior Tribunal de Justiça) por suspeitas de receber propinas de R$ 67 milhões e outro inquérito que investiga se o governador tem envolvimento na tentativa de roubo ao operador de propinas, Polaco.

via UOL/Falando Verdades

Anúncios