Impopular, Bolsonaro assume viés ditatorial e diz que imprensa é inimiga

13/09/2019 0 Por Redação Urbs Magna
Impopular, Bolsonaro assume viés ditatorial e diz que imprensa é inimiga

Mesmo internado, Jair Bolsonaro foi ao twitter na noite de ontem e se apresentou como um projeto de ditador para o Brasil. “Nossa inimiga: parte da GRANDE IMPRENSA. Ela não nos deixará em paz. Se acreditarmos nela será o fim de todos”, postou


Cada vez mais impopular, em razão de seu discurso tosco, que desmoraliza o Brasil no mundo, e de sua incapacidade de produzir bons resultados na economia, Jair Bolsonaro se apresentou, na noite de ontem, como um projeto de ditador para o Brasil, ao avisar que a imprensa é sua maior inimiga. Paradoxalmente, Bolsonaro só se tornou presidente em razão da da participação da imprensa brasileira na construção do discurso de ódio contra a esquerda que viabilizou o golpe de 2016 e também das omissões desta mesma imprensa na campanha presidencial de 2018, em que tudo o que já se sabia sobre Bolsonaro foi omitido da população brasileira. Abaixo, o tweet de Bolsonaro:


CONTINUA APÓS AS IMAGENS


– Enquanto lutamos entre nós o inimigo se fortalece.
– Não temos como agradar a todos, vasculham minha vida e de minha família desde 1988, quando me elegi vereador.
– Nossa inimiga: parte da GRANDE IMPRENSA. Ela não nos deixará em paz. Se acreditarmos nela será o fim de todos.— Jair M. Bolsonaro (@jairbolsonaro) September 13, 2019


via Brasil 247

SIGA Et Urbs Magna

FacebookTwitterInstagram
Anúncios