Carla Zambelli relaciona censura a livros LGBTs com aumento de casos de Aids entre jovens gays “na era PT”

10/09/2019 0 Por Redação Urbs Magna
Carla Zambelli relaciona censura a livros LGBTs com aumento de casos de Aids entre jovens gays “na era PT”

Acusada de nepotismo cruzado e de favorecer o filho para ingressar em uma escola militar, deputada bolsonarista atacou o youtuber Felipe Neto nas redes sociais por distribuir livros censurados de graça


Para atacar o youtuber Felipe Neto, a deputada Carla Zambelli (PSL-SP) construiu uma relação tão homofóbica quanto à tentativa de censura de livros com conteúdo LGBT pelo prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), relacionando com um suposto aumento de casos de Aids entre gays durante a “era PT”.

“Pesquisa de 2018 do Ministério da Saúde mostra que os casos de HIV entre jovens gays de 15 a 19 anos TRIPLICARAM entre 2006 e 2015 (na era PT). E ainda tem gente que acha que esfregar homossexualidade na cara de crianças vai ajudar os gays em alguma coisa. #FelipeNetoLixo”, tuitou a parlamentar bolsonarista.

Pesquisa de 2018 do Ministério da Saúde mostra que os casos de HIV entre jovens gays de 15 a 19 anos TRIPLICARAM entre 2006 e 2015 (na era PT).

E ainda tem gente que acha que esfregar homossexualidade na cara de crianças vai ajudar os gays em alguma coisa.#FelipeNetoLixo pic.twitter.com/YnXuzgDX4t

— Carla Zambelli (@CarlaZambelli17) September 9, 2019

Acusada de nepotismo cruzado e de favorecer o filho para ingressar em uma escola militar sem passar por concurso em menos de um ano de mandato, a líder do movimento Vem pra Rua atacou a atitude do youtuber, que comprou 14 mil livros que foram alvos de censura na Bienal do Rio e distribuiu gratuitamente.

Anúncios