Franceses sentem nojo de Bolsonaro, após comentário machista sobre esposa de Macron. No Brasil, Freixo diz que presidente é pirralho

25/08/2019 2 Por Redação Urbs Magna
Franceses sentem nojo de Bolsonaro, após comentário machista sobre esposa de Macron. No Brasil, Freixo diz que presidente é pirralho

Bolsonaro desperta nojo na França depois de agredir primeira-dama francesa – O jornal francês Le Parisien repercutiu neste domingo, 25, o comentário machista feito por Jair Bolsonaro contra a primeira-dama da França, Brigitte Macron, ao compara-la com Michele Bolsonaro. #calabocabolsonaro sobe


O jornal relata que no Facebook, um seguidor postou foto dos dois casais com a legenda: “Agora entende por que Macron persegue Bolsonaro?” 


CONTINUA APÓS AS IMAGENS

Clique na imagem e participe do EUM channel, nosso CANAL no aplicativo de mensagens TELEGRAM

A maioria dos chefes de Estado das grandes potências mundiais manteve silêncio. Mas Jair Bolsonaro, que faz uso de redes sociais talvez até mais intensivo que Donald Trump, definitivamente não é um presidente como os outros. ‘Não o humilhe, cara. Kkkkkkk [lol]’ , ele respondeu, zombando“, escreveu o jornal parisiense. 

O Le Parisien destacou também que muitos internautas criticaram a atitude de Boslonaro e que a hashtag #calabocabolsonaro se tornou um dos assuntos mais comentados no Twitter. Algumas personalidades famosas também reagiram para expressar sua indignação, citando o youtuber Felipe Neto. 

O texto destaca uma postagem da roteirista Antônia Pelegrino, esposa do deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ). “O fato de uma pessoa tentar ofender uma mulher por sua aparência física é inerentemente vergonhoso. Quando essa pessoa é o chefe de estado, é vergonha nacional. Se envolve a primeira dama de uma nação amistosa, torna-se uma vergonha diplomática. Nosso presidente é um pirralho!”.

A crise entre o Brasil e a França se instaurou depois que o presidente Emmanuel Macron classificou como “crise internacional” o aumento de 83% do número de incêndios na Floresta Amazônia e pediu a discussão do assunto na reunião dos países integrantes do G7. Em resposta, Jair Bolsonaro disse que Macron era “sensacionalista” e agia divulgava fake news contra o Brasil. 

Leia aqui a reportagem do jornal Le Parisien.


SIGA Et Urbs Magna

Clique na imagem e participe do EUM channel, nosso CANAL no aplicativo de mensagens TELEGRAM
Anúncios