PSDB, DEM e PSD discutem fusão num só partido de direita

22/08/2019 1 Por Redação Urbs Magna
PSDB, DEM e PSD discutem fusão num só partido de direita

Pode estar a caminho a criação de uma “super” agremiação da direita brasileira, com a fusão de PSDB, DEM e PSD. As direções das três siglas começaram a discutir a fusão em uma única legenda para disputar as eleições de 2022


Pode estar a caminho a criação de uma “super” agremiação da direita brasileira, com a fusão de PSDB, DEM e PSD. As direções das três siglas começaram a discutir a fusão em uma única legenda para disputar as eleições de 2022. As conversas sobre a fusão começaram nos últimos meses, informa o UOL


CONTINUA APÓS AS IMAGENS

Clique na imagem e participe do EUM channel, nosso CANAL no aplicativo de mensagens TELEGRAM

Ainda não se discutiu qual seria o nome do novo partido, por isso os dirigentes envolvidos avaliam que ele não será concretizado a tempo das eleições municipais do ano que vem. “O principal empecilho a essa junção era o [Gilberto] Kassab [presidente do PSD]”, diz um dirigente tucano que participa das negociações.  “Mas nas últimas discussões ele [Kassab] mostrou uma mudança de postura e acredito que é apenas uma questão de tempo para amadurecermos esse projeto. A ideia é ter tudo concretizado até 2021 para dar tempo de participar com o novo partido das eleições em 2022”, diz o político do PSDB.   

Kassab ainda se mostra reticente. Afirma que foi procurado e se diz aberto ao diálogo, mas avalia que o mais provável é que legendas maiores venham a se unir somente depois de 2022. “Quando fomos procurados, afirmei que essa questão não foi discutida internamente no PSD. Acredito que nenhum grande partido terá disposição de examinar isso antes das eleições de 2022”.  

Questionado pelo UOL, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), negou a possibilidade de juntar as três siglas. ACM Neto, prefeito de Salvador e presidente do DEM, afirmou em resposta à reportagem que há “zero chance”.  

A aliança entre Doria e Maia tem evoluído de maneira gradual. Maia participou nesta semana da cerimônia de filiação do deputado federal Alexandre Frota ao PSDB.  “O PSDB e o DEM estarão juntos em 2020 e em 2022”, afirmou Maia na ocasião. 

Apesar de negar a fusão dos partidos, no evento do PSDB Maia deixou a possibilidade aberta nas entrelinhas de seu discurso.  “Estamos cada vez mais próximos e mais fortes. E não tenha dúvida, o fim das coligações vai nos levar à necessidade de uma reorganização partidária onde o Brasil voltará a ter três, quatro, cinco partidos fortes e um desses será certamente uma forte possibilidade de termos o DEM e o PSDB como a mesma força e o mesmo partido de representação”, afirmou o presidente da Câmara ao lado Doria.  

Questionado pelo UOL sobre a fusão, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB-SP), concorda com a perspectiva, apesar de não confirmar as conversas dos tucanos com o PSD e o DEM especificamente. “Estamos no momento de começar a discutir a tese, essa resistência caiu, então ainda é algo muito incipiente”, diz Covas.

via UOL / Brasil 247


SIGA Et Urbs Magna

FacebookTwitterInstagram
Anúncios