Bolsonaro envia relatório a diplomatas ‘provando’ que houve redução do desmatamento, mas dados são dos governos Lula e Dilma

21/08/2019 1 Por Redação Urbs Magna
Bolsonaro envia relatório a diplomatas ‘provando’ que houve redução do desmatamento, mas dados são dos governos Lula e Dilma

Governo Bolsonaro usa dados dos governos Lula e Dilma para rebater críticas sobre desmatamento


Itamaraty encaminhou telegrama aos diplomatas com informações para rebater as críticas da política ambiental do governo Jair Bolsonaro. No entanto, os dados que apontam redução do desmatamento são dos governos Lula e Dilma


CONTINUA APÓS AS IMAGENS

Clique na imagem e participe do EUM channel, nosso CANAL no aplicativo de mensagens TELEGRAM

Para rebater as críticas contra a destruidora política ambiental do governo Jair Bolsonaro, a Secretaria de Relações Exteriores encaminhou aos diplomatas de todos os principais postos brasileiros no exterior uma circular que usa os índices dos governos Lula e Dilma para justificar que o país reduziu o desmatamento.

O Itamaraty cita que os dados de desmatamento na região amazônica tiveram “redução significativa, de 27.700 km² em 2004 para 7.500 km² em 2018 (redução de 72%)”. No entanto, o documento não informa que nesse período só houve redução no desmatamento entre 2004 e 2012, durante os dois mandatos de Lula e metade do primeiro de Dilma Rousseff.

Ainda de acordo com os índices, o desmatamento na Amazônia Legal, que inclui a região Norte, parte do Maranhão e Mato Grosso, caiu de 27,8 mil km² em 2004 para o menor resultado histórico em 2012 (4.600 km²), resultado do aumento da fiscalização e repressão, possibilitado pela melhora do monitoramento por satélites, além de demarcações de terras indígenas.

Já os dados pós-golpe de 2016,  são de 7.900 km² de perda de mata nativa na região, sendo um aumento de 15% ante os 12 meses anteriores.

via Revista Época / Brasil 247


SIGA Et Urbs Magna

FacebookTwitterInstagram
Anúncios