Lula dá resposta à covardia do JN/Globo com matéria da BBC sobre seu sucesso na redução do desmatamento

20/08/2019 5 Por Redação Urbs Magna
Lula dá resposta à covardia do JN/Globo com matéria da BBC sobre seu sucesso na redução do desmatamento

Willian Bonner disse que Lula tinha a mesma postura de Bolsonaro na questão da Amazônia, mas matéria da BBC de 2014 mostra exatamente ao contrário


Título da matéria publicada pela BBC Brasil em 05 de junho de 2014: “Brasil é exemplo de sucesso na redução do desmatamento, diz relatório”. E segue a cruzada da Globo contra Lula e pró Bolsonaro


*Do Antropofagista – Com informações da Forum via A Postagem

Clique na imagem e participe do EUM channel, nosso CANAL no aplicativo de mensagens TELEGRAM

Após o apresentador do Jornal Nacional, William Bonner, dizer em rede nacional que o ex-presidente Lula tinha o mesmo discurso que Jair Bolsonaro em relação aos investimentos estrangeiros em programa de defesa da Floresta Amazônica, o perfil de Lula, administrado pela equipe do ex-presidente, respondeu ao telejornal da Rede Globo divulgando nas redes sociais uma matéria de 2014, da BBC Brasil, onde mostra que o governo petista era elogiado pelo sucesso da redução de desmatamento na região.

O Jornal Nacional, ao comparar Lula e Bolsonaro sobre Amazônia, esqueceu disso: https://t.co/QuaaAj41OI #timeLula #LulaLivre

— Lula (@LulaOficial) August 20, 2019

Na época, um relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) dava destaque ao país por ter sido a nação que mais tinha reduzido o desmatamento em todo mundo, além de diminuir as emissões de gases para a atmosfera.

“As mudanças na Amazônia brasileira na década passada e sua contribuição para retardar o aquecimento global não têm precedentes. A velocidade da mudança em apenas uma década – na verdade, de 2004 a 2009 – é impressionante”, dizia um trecho do documento.

Na edição do jornalístico da Globo, Bonner tentou equiparar o discurso de Bolsonaro com uma fala de Lula sobre investimentos internacionais para a Amazônia. “Quando a Alemanha e a Noruega anunciaram a suspensão do envio de recursos para a proteção da floresta amazônica, o presidente Jair Bolsonaro repetiu uma postura que o então presidente Lula adotava quando estrangeiros criticavam a política ambiental do Brasil. Os dois presidentes afirmaram que a Europa destruiu todas as suas florestas e que, por isso, não tem moral para dar conselhos sobre a Amazônia”, disse o apresentador.


SIGA Et Urbs Magna

FacebookTwitterInstagram
Anúncios