Lula dá resposta à covardia do JN/Globo com matéria da BBC sobre seu sucesso na redução do desmatamento

20/08/2019 6 Por Redação Urbs Magna
Lula dá resposta à covardia do JN/Globo com matéria da BBC sobre seu sucesso na redução do desmatamento

Willian Bonner disse que Lula tinha a mesma postura de Bolsonaro na questão da Amazônia, mas matéria da BBC de 2014 mostra exatamente ao contrário


*Do Antropofagista – Com informações da Forum via A Postagem


Título da matéria publicada pela BBC Brasil em 05 de junho de 2014: “Brasil é exemplo de sucesso na redução do desmatamento, diz relatório”. E segue a cruzada da Globo contra Lula e pró Bolsonaro




WHATSAPP

TELEGRAM
Receba nossas NOTÍCIAS.
Acesse e siga as INSTRUÇÕES
Receba nossas NOTÍCIAS.
Acesse e siga NOSSO CANAL

Após o apresentador do Jornal Nacional, William Bonner, dizer em rede nacional que o ex-presidente Lula tinha o mesmo discurso que Jair Bolsonaro em relação aos investimentos estrangeiros em programa de defesa da Floresta Amazônica, o perfil de Lula, administrado pela equipe do ex-presidente, respondeu ao telejornal da Rede Globo divulgando nas redes sociais uma matéria de 2014, da BBC Brasil, onde mostra que o governo petista era elogiado pelo sucesso da redução de desmatamento na região.

O Jornal Nacional, ao comparar Lula e Bolsonaro sobre Amazônia, esqueceu disso: https://t.co/QuaaAj41OI #timeLula #LulaLivre

— Lula (@LulaOficial) August 20, 2019




Na época, um relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) dava destaque ao país por ter sido a nação que mais tinha reduzido o desmatamento em todo mundo, além de diminuir as emissões de gases para a atmosfera.

“As mudanças na Amazônia brasileira na década passada e sua contribuição para retardar o aquecimento global não têm precedentes. A velocidade da mudança em apenas uma década – na verdade, de 2004 a 2009 – é impressionante”, dizia um trecho do documento.

Na edição do jornalístico da Globo, Bonner tentou equiparar o discurso de Bolsonaro com uma fala de Lula sobre investimentos internacionais para a Amazônia. “Quando a Alemanha e a Noruega anunciaram a suspensão do envio de recursos para a proteção da floresta amazônica, o presidente Jair Bolsonaro repetiu uma postura que o então presidente Lula adotava quando estrangeiros criticavam a política ambiental do Brasil. Os dois presidentes afirmaram que a Europa destruiu todas as suas florestas e que, por isso, não tem moral para dar conselhos sobre a Amazônia”, disse o apresentador.


SIGA Et Urbs Magna

FacebookTwitterInstagram
Anúncios