O impeachment de Mario Abdo e os caminhões com explosivos ‘enviados por Bolsonaro’

16/08/2019 1 Por Dino Barsa
O impeachment de Mario Abdo e os caminhões com explosivos ‘enviados por Bolsonaro’

Manifestantes pediam o impeachment do presidente paraguaio Mario Abdo mas passaram a tentar impedir a entrada de dois caminhões com explosivos que, segundo eles, foram enviados por Bolsonaro


Uma grande manifestação que acontecia nesta quarta-feira (14) na Ciudad del Este, na fronteira do Paraguai com o Brasil, que pedia o impeachment do presidente Mario Abdo, foi reprimida pelas Forças Armadas paraguaias para permitir a passagem de um caminhão com explosivos vindo do Brasil, segundo autoridades.



O ministro do Interior, Juan Ernesto Villamayor, afirmou à imprensa paraguaia que a repressão se deu para garantir que os carregamentos chegariam ao país. “A Aduana liberou dois veículos com cargas explosivas, e, como os manifestantes não abriram caminho, a Policia teve que intervir. Como resposta, os cidadãos quebraram os vidros dos veículos e atacaram os caminhões do Exército que escoltavam”, disse.


Ciudad Del Este – Paraguai – Manifestantes tentam impedir entrada de Caminhão com explosivos vindo do Brasil

Os oficiais dispararam balas de borracha e jogaram gás lacrimogênio para dispersar os manifestantes, que estavam ali para pedir o impeachment de Mario Abdo mas passaram a tentar impedir a entrada dos explosivos. De acordo com os manifestantes, os explosivos teriam sido enviados pelo presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, para ajudar o aliado a reprimir a população.

Não há indícios, ainda, no entanto, de que a informação seja verdadeira.

O caso acontece em meio à polêmica envolvendo a hidrelétrica de Itaipu, que envolve, inclusive, o PSL, partido de Bolsonaro, e o próprio presidente.


SIGA Et Urbs Magna

FacebookTwitterInstagram
Anúncios