Jair Bolsonaro volta a falar sobre cocô em críticas a índios, meio ambiente e imprensa

13/08/2019 1 Por Redação Urbs Magna
Jair Bolsonaro volta a falar sobre cocô em críticas a índios, meio ambiente e imprensa

Segunda declaração escatológica de Bolsonaro em menos de uma semana foi feita no Rio Grande do Sul


O presidente da República mais uma vez cita fezes na tentativa de se fazer entender ao explicar algo. Nesta segunda-feira (12), durante a inauguração da duplicação de um trecho da BR 101 em Pelotoas, no Rio Grande do Sul, Bolsonaro disse que o “cocô” petrificado de um indígena é capaz de parar uma obra de um porto do Paraná.


“Quando falam em terminal de contêiner, vale a pena. Há anos um terminal de contêiner no Paraná, se não me engano, não sai do papel porque precisa agora também de um laudo ambiental da Funai. O cara vai lá, se encontrar —já que está na moda— um cocozinho petrificado de um índio, já era. Não pode fazer mais nada ali. Tem que acabar com isso no Brasil. Tem que integrar o índio na sociedade e buscar projeto para nosso país”, declarou o presidente.

Na semana passada, Jair Bolsonaro já tinha afirmado que para preservar o meio ambiente as pessoas deveriam defecar em dias alternados. Ao ser questionado no Rio Grande do Sul sobre este episódio, Bolsonaro mais uma vez fez uma ataque à imprensa para justificar a sua fala.

“Pergunta idiota de um jornalista. Respondi que é só você cagar menos que com certeza a questão ambiental vai ser resolvida”.

via Revista Fórum

SIGA Et Urbs Magna

FacebookTwitterInstagram
Anúncios