“Bolsonaro: o Hitler de Bananas”, segundo Jessé – “um monstro psicopata que precisa ser detido”

23/07/2019 0 Por Redação Urbs Magna
“Bolsonaro: o Hitler de Bananas”, segundo Jessé – “um monstro psicopata que precisa ser detido”

“Com Bolsonaro, o presidente miliciano no poder, o Brasil encontrou seu Nero. Um psicopata que quer tocar fogo no país, do mesmo modo que brincou com bombas na juventude. Esse monstro precisa ser detido. A elite do atraso está brincando com um Hitler de bananas!”, critica o sociólogo Jessé Souza


O sociólogo e escritor Jessé Souza, autor de A Elite do Atraso, alertou nesta segunda-feira, 22, para o risco que Jair Bolsonaro representa para a população brasileira. 

continua após o anúncio

“Com Bolsonaro, o presidente miliciano no poder, o Brasil encontrou seu Nero. Um psicopata que quer tocar fogo no país, do mesmo modo que brincou com bombas na juventude. Esse monstro precisa ser detido. A elite do atraso está brincando com um Hitler de bananas!”, criticou o sociólogo. 

Decreto de Jair Bolsonaro publicado nesta segunda-feira (22), no Diário Oficial da União reduziu de 31 para 14 o número de integrantes do órgão, que passa a ser composto apenas por representantes do governo e dos conselhos estaduais antidrogas.

O Conad contava com participação de um jurista indicado pela Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), um médico pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), um psicólogo pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP), um assistente social pelo Conselho Federal de Serviço Social (CFESS), um enfermeiro pelo Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) e um educador indicado pela União Nacional dos Estudantes (UNE). Todos essas vagas foram cortadas.

Com a mudança, dos 14 integrantes do Conselho, 12 são membros com cargo de ministro ou indicados por ministério ou órgão federal, e dois integrantes de conselho estadual e órgão estadual sobre drogas. O Conad continuará sendo presidido pelo ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sergio Moro, e o ministro da Cidadania, Osmar Terra, passa a integrá-lo. O ministro Terra já foi criticado por especialistas após querer ampliar o papel das comunidades terapêuticase a internação compulsória de dependentes químicos, neste ano, por meio de um projeto de lei sancionado pelo presidente.

Com Bolsonaro, o presidente miliciano no poder, o Brasil encontrou seu Nero. Um psicopata que quer tocar fogo no país, do mesmo modo que brincou com bombas na juventude. Esse monstro precisa ser detido. A elite do atraso está brincando com um Hitler de bananas!— Jessé Souza (@JesseSouzaecht) 22 de julho de 2019

SIGA Et Urbs Magna

FacebookTwitterInstagram

via Brasil 247

Anúncios