Bolsonaro é a consequência de uma ORCRIM liderada por Moro e gerenciada por Dallagnol

22/07/2019 0 Por Redação Urbs Magna
Bolsonaro é a consequência de uma ORCRIM liderada por Moro e gerenciada por Dallagnol

O Intercept provou que Moro prendeu Lula, para eleger a extrema-direita, no Brasil.

Provou que Dallagnol criou uma quadrilha no MP, para enriquecimento pessoal e ilícito, com multas e processos milionários.

Provou que os delegados da Lava Jato eram instruídos por Moro, para criarem “coercitivas” que abalassem o governo Dilma e azeitassem o impeachment.
Provou que não só FHC não deveria ser melindrado por Moro, como Temer, também não.

Provou que Moro e Cunha tinham um pacto. Claudia Cruz foi poupada.
Provou que Dallagnol usava o dinheiro “recuperado” para comprar juízes do Supremo e membros da PGR, com promessas de enriquecimento, através de palestras.

Provou que Dallagnol queria montar uma empresa, em nome das esposas laranjas, pra fazer milhões sem chamar a atenção.

Provou que Fachin, Fux, Janot e Barroso estão envolvidos no conluio para manterem Lula preso, ilegalmente.
Provou que toda essa gente é unha e carne, do fascismo que atende pelo nome de Bolsonarismo.

Provou que o Golpe foi com TSE, com tudo.

Provou que as instituições brasileiras foram contaminadas pela cobiça de dois bandidos, um juiz ladrão e um procurador fiel à bandidagem.

Provou que Moro/Dallagnol/equipe Lava Jato é a principal articulação criminosa, culpada do país estar hoje, na beira do precipício dessa Terra que se quer plana.

Bolsonaro é a consequência de uma Organização Criminosa (ORCRIM) liderada por Moro e gerenciada por Dallagnol.

Organização Criminosa que atua, desde sempre, para esconder laranjais, toneladas de cocaína, milhões em Paraísos Fiscais e crimes de milicias.

O Brasil foi tomado pelo crime organizado, com Moro, Dallagnol, com tudo.

#LulaInocente

Via Rosangela Sanches Martins

Anúncios