‘Novela Vaza-Jato’ de Glenn no Intercept terá versão para exibição mundial – A pouca vergonha da justiça de Moro e Dallagnol

19/07/2019 0 Por Redação Urbs Magna
‘Novela Vaza-Jato’ de Glenn no Intercept terá versão para exibição mundial – A pouca vergonha da justiça de Moro e Dallagnol

Golpistas acusam bancos e recorrem a terrorismo para tentar resistir ao escândalo de corrupção exibido nos capítulos da novela de Glenn


Com o desmascaramento crescente exibido pelos capítulos da novela jornalística Vaza Jato, os abusadores da lei, em parceria com Globo, usam de novo aquela delação de Palocci não homologada pelo MP – o Santos Lima chegou lá a trás a dizer que por não ter provas era delação do fim da picada – mas usam de novo o Palocci, hoje num texto gigantesco de O Globo disparando contra os grandes bancos.

continua após o anúncio

Quem acusa todo mundo não acusa ninguém. A delação foi aprovada pela PF para ser vazada em momentos críticos, como ocorreu na reta final da eleição entre Haddad e Bolsonaro. Na verdade o movimento de usar o desacreditado blábláblá de Palocci é um jogo confuso para pressionar o pessoal do banco BTG do Andre Esteves de modo a tentar conter a Veja em sua parceria com o Intercept de Glenn Greenwald.

Curioso é que a Veja, que deve lançar novo capítulo da Vaza Jato nas próximas horas desta sexta-feira, vem com uma capa noire, uma SSS, uma sociedade secreta, uma organização terrorista que estaria querendo assassinar Bolsonaro. É uma capa que remete ao início do governo Adolf Hitler. Bolsonaro precisou de 200 dias para um pretexto que lhe permita invocar segurança nacional, terrorismo e ditadura policial, policialesca. Hitler não precisou nem de 20 dias para, como chanceler sem maioria no parlamento incendiar o parlamento, queimar o Reichstag e, claro, botar a culpa nos suspeitos de sempre.

Hoje só quem quer assassinar Bolsonaro é quem já quis e já tentoi, o Adélio. Mesma que haja um outro Adélio solto por aí, o problema seria de saúde pública, nunca de terrorismo.

Ao acusar bancos com Palocci sem provas, uma acusação pra lá de patética, O Globo faz, não o Palocci, que este não desperta interesse em ninguém, mas as Organizações Globo complicam a crise porque os bancos brasileiros são os principais beneficiários do golpe entre os brasileiros. E são os principais anunciantes do sistema Globo de jornalismo como propaganda política fascista.

Mesmo que o movimento complicador iniciado hoje não prospere, de imediato se pode supor que a Lava jato, no desespero de seu desmascaramento internacional, esteja finalmente fazendo aquilo que de há muito é desejo de Paulo Guedes: entregar não apenas o Banco do Brsail aos norte-americanos, mas entregar todo o sistema financeiro, incluindo Bradesco, Itaú e BTGs da vida.

Horas atrás numa tuitada, Glenn informou que o Intercept está preparando traduções em língua inglesa do amplo material já divulgado no Brasil. E o amplo já divulgado é uma pequena parte das grandes pancadas que estão chegando aí… Glenn portanto deu a entender que a novela vai começar a operar também para audiência internacional.

SIGA Et Urbs Magna

FacebookTwitterInstagram

via WhatsApp

Anúncios