Lava Jato decide que visitas a Lula não precisam mais ser agendadas e apoiadores temem por sua vida

15/06/2019 3 Por Dino Barsa
Lava Jato decide que visitas a Lula não precisam mais ser agendadas e apoiadores temem por sua vida

Estranhamente, a decisão do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), na quarta, 12, é simultânea aos escândalos da Força-Tarefa da Operação Lava Jato de Curitiba, na qual Sergio Moro e procuradores trocaram mensagens via Telegram e WhatsApp colocando em dúvida sua atuação no caso Lula

O ex-presidente, que cumpre determinação suspeita de uma pena de 8 anos, 10 meses e 20 dias de prisão, por corrupção e lavagem de dinheiro sem prova alguma disposta no texto da condenação imposta pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), no caso do triplex do Guarujá, não mais necessitará de agendamento de quem quer que queira visitá-lo na Superintendência da Polícia Federal de Curitiba e, segundo seus apoiadores nas redes sociais, isso pode ser perigoso e colocá-lo sob risco de vida.

Segundo a Corte que julga apelações da Lava Jato, houve acolhimento dos argumentos da defesa de Lula afastando, assim, a necessidade de agendar as visitas com uma semana de antecedência, tendo havido unaninidade na decisão da 8ª Turma.

Segundo o relator, desembargador federal João Pedro Gebran Neto, embora o cadastramento seja condição razoável à realização de visitas e inerente ao controle de visitação de estabelecimentos prisionais, é possível fazê-lo no momento de ingresso na unidade. Em seu voto, Gebran afirmou que a necessidade de agendamento com uma semana de antecedência não está contemplada na legislação.

Lula ocupa “sala especial” na sede da Polícia Federal do Paraná, em Curitiba, desde 7 abril de 2018, por ordem do então juiz federal suspeito Sergio Moro.

Diante da rapidez do acolhimento, lulistas e esquerdistas foram às redes sociais advertir sobre o perigo e bombaram a notícia com precaução e temor pela segurança de Lula, que agora pode ter um aumento significativo de visitantes que podem não estar de acordo com os anseios do progressismo nacional.

com informações do UOL

Anúncios