Moro é defendido por milícia digital bolsonarista que quer fechar o ‘The Intercept’

10/06/2019 1 Por Redação Urbs Magna
Moro é defendido por milícia digital bolsonarista que quer fechar o ‘The Intercept’

Bolsonaristas defendem Moro e atacam jornalista na #VazaJato: “O Intercept tem que ser fechado”

Entre os mais exaltados está o cineasta Josias Teófico, que fez um filme sobre o guru do clã Bolsonaro, Olavo de Carvalho: “O Intercept tem que ser fechado, os responsáveis presos e Glenn Greenwald tem que ter seu visto brasileiro cassado”

A milícia digital de Jair Bolsonaro já foi ativada para defender o ministro da Justiça – e ex-juiz – Sérgio Moro nas conversas espúrias com o procurador da Lava Jato, Deltan Dallagnol, divulgadas neste domingo (9) pelo site The Intercept. Uma hashtag em apoio à Lava Jato foi lançada no Twitter, mas ficou atrás da #VazaJato nos Trending Topics na manhã desta segunda-feira (10).

Entre os mais exaltados está o cineasta Josias Teófico, que fez um filme sobre o guru do clã Bolsonaro, Olavo de Carvalho. Pelo Twitter, ele diz que “o Intercept tem que ser fechado, os responsáveis presos e Glenn Greenwald tem que ter seu visto brasileiro cassado”.

O Intercept tem que ser fechado, os responsáveis presos e Glenn Greenwald tem que ter seu visto brasileiro cassado. Fim.

— Josias Teófilo (@josiasteofilo) 10 de junho de 2019

“O sujeito é americano e vem ao Brasil montar um site com o objetivo declarado de interferir nas eleições, promover a legalização do aborto e outras pautas “progressistas”, encomenda e divulga o vazamento ilegal de conversas privadas do Ministro da Justiça”, tuitou, em uma série.

O assessor especial da Presidência no Itamaraty, Filipe G. Martins, também olavista, disse que já chamou Glenn Greenwald para um debate e classificou o jornalista como “agente político”.

“Certa vez o @ggreenwald disse que gostaria de me entrevistar. Respondi que falaria com ele se ele topasse substituir a entrevista por um debate. Ele não topou, é claro, mas o episódio revela um dado relevante sobre esse sujeito: ele é um agente político que finge ser jornalista”, tuitou antes de compartilhar publicação de Moro.

Certa vez o @ggreenwald disse que gostaria de me entrevistar. Respondi que falaria com ele se ele topasse substituir a entrevista por um debate. Ele não topou, é claro, mas o episódio revela um dado relevante sobre esse sujeito: ele é um agente político que finge ser jornalista.

— Filipe G. Martins (@filgmartin) 10 de junho de 2019

Em uma sequência de tuítes, o líder do governo no Senado, Major Olímpio, disse, em letras maiúsculas, que admira ainda mais o ministro Moro, que colocou “políticos e milionários, que se achavam intocáveis, na cadeia”.

via Revista Fórum

Anúncios