Financial Times decide tirar patrocínio de evento que vai homenagear Bolsonaro

03/05/2019 0 Por Redação Urbs Magna
Financial Times decide tirar patrocínio de evento que vai homenagear Bolsonaro

Empresas estão desistindo de apoiar evento promovido pela Câmara de Comércio Brasil-EUA. Antes do FT, a companhia aérea Delta e a consultoria Bain & Company desistiram do patrocínio

Segundo apuração do jornal The Guardian, o evento da Câmara de Comércio Brasil-EUA, que será realizado em 14 de maio, para homenagear o presidente Jair Bolsonaro (PSL) como a “pessoal do ano” sofreu mais uma baixa no número de patrocinadores: o Financial Times, que decidiu não mais patrocinar a ação em apoio a campanha de ativistas dos direitos LGBTs contra um “homofóbico autodeclarado”.

Pouco antes, a CNN divulgou que a Bain & Company também havia desistido de patrocinar o evento. “Encorajar e celebrar a diversidade é um valor central para a Bain”, escreveu a consultoria em nota. Na terça-feira (30), a companhia aérea Delta também decidiu não apoiar mais a homenagem que acontecerá no hotel Marriott Marquis, na Times Square, Manhattan – Nova York.

A comunidade LGBT promete realizar manifestações na porta do local diariamente até o dia do encontro para incentivar a desistência de outros patrocinadores.

A Câmara de Comércio Brasil-EUA anunciou a escolha de Bolsonaro como “pessoa do ano” no dia 11 de fevereiro. O evento seria realizado, como de costume, no Museu Americano de História Natural (AMNH), mas logo em seguida a direção do (AMNH) se recusou a sediar a homenagem preocupada em “manchar a reputação”, nesse caso por conta da postura do presidente brasileiro contra a preservação do meio-ambiente.

Em 2018, a Câmara concedeu a mesma homenagem ao ex-juiz da Lava Jato e atual ministro da Justiça Sérgio Moro. Em comunicado para justificar a escolha deste ano, a entidade disse que Bolsonaro deve ser reconhecido “por sua intenção fortemente declarada de fomentar laços comerciais e diplomáticos mais próximos entre Brasil e Estados Unidos e seu firme comprometimento em construir uma parceria forte e duradoura entre as duas nações.”

via The Guardian / Jornal GG

Anúncios