Blá blá blá de Bolsonaro: ‘O Exército não matou ninguém não, o exército é do povo; respira e transpira democracia e liberdade’

17 17-03:00 abril 17-03:00 2019 1 Por Redação Urbs Magna
Blá blá blá de Bolsonaro: ‘O Exército não matou ninguém não, o exército é do povo; respira e transpira democracia e liberdade’

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – Em discurso em comemoração ao Dia do Exército, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que a instituição “respira e transpira democracia e liberdade”.

Sem citar datas e bem acontecimentos, Bolsonaro afirmou que o Exército “nos momentos mais difíceis sempre esteve ao lado do seu povo”.

O dia do Exército é na próxima sexta-feira, 19, mas a celebração foi antecipada pelo feriado de Páscoa.

Recentemente, o presidente se viu envolvido em uma polêmica depois que o porta-voz do governo, general Otávio Rêgo Barros, disse que ele havia determinado ao Ministério da Defesa que fosse comemorado os 55 anos do golpe de 1964, que deu início a uma ditadura de 21 anos.

Depois de ser criticado, o presidente corrigiu o tom e disse que o objetivo não era “comemorar”, mas “rememorar” a data.

Capitão reformado do Exército, o presidente dirigiu uma fala elogiosa à instituição, dizendo que não poderia cumprir a missão de comandar o país sem o apoio de militares e de civis.

Na semana passada, ele deu declaração controversa ao dizer que o Exército não havia matado ninguém, ao ser questionado sobre o fuzilamento do músico e segurança Evaldo Rosa dos Santos, 46, no Rio de Janeiro.

“O Exército não matou ninguém, não, o Exército é do povo. A gente não pode acusar o povo de ser assassino não. Houve um incidente, houve uma morte, lamentamos a morte do cidadão trabalhador, honesto, está sendo apurada a responsabilidade”, disse ele na última sexta-feira (12).

Ele voltou a falar que sua tarefa como chefe do Poder Executivo não é simples e agradeceu a Deus.

“A missão não é fácil, mas o Brasil tem tudo para ser uma grande nação”, afirmou.

“A todos os senhores que acreditam que o Brasil mudou, que o Brasil está melhor, o Brasil, por intermédio de pessoas de responsabilidade que ocupam -momentaneamente porque somos passageiros- postos de destaque, faremos com que cheguemos ao local de destaque que merecemos estar”, disse.

Promessa de campanha, Bolsonaro diz que pretende instalar escolas militares em todas as capitais do país.

O presidente ainda cumprimentou o ex-comandante do Exercito, general Eduardo Villas Bôas, que ocupou o comando da instituição até janeiro deste ano.

“Homem que me inspirei e muito na missão que agora tenho, de servir a pátria brasileira”, afirmou.

via Jornal do Brasil

Anúncios