A Ditadura está instalada? Professor preso em Uberlândia era doutrinador?

17/04/2019 0 Por Dino Barsa
A Ditadura está instalada? Professor preso em Uberlândia era doutrinador?

Circula na web um vídeo de um professor sendo preso dentro de um colégio em Uberlândia. Ele foi preso por ser um ‘doutrinador’?

Alunos filmaram a ação policial indignados enquanto gritavam com todas as forças: “Ele é professor! É o professor de História!” O desespero tomou conta do local com adolescentes e outros professores chorando sem poder fazer nada.

Assista e leia a continuação da matéria a seguir:

A expressão ‘doutrinador’ vem sendo atribuída por bolsonaristas aos profissionais do ensino que disseminam a verdadeira história do Brasil e do mundo, bem como a política com todas as suas vertentes, ou seja, os sistemas e formas de governos – o que abrange o comunismo e o socialismo tão combatido e discriminado injustamente com um único propósito de interromper os processos e benefícios sociais implantados nas últimas gestões esquerdistas, no caso as do PT.

O vídeo, originalmente publicado na página ‘Brigada Herzog’, vem sendo disseminado nas redes sociais Facebook e WhatsApp e não traz maiores detalhes da detenção do professor. Só diz que foi por doutrinação.

Mas a realidade não é essa. As imagens são do fim do mês de março e a ação não está relacionada à Ditadura nem a nenhum caso de Doutrinação, apesar de ser um professor de História.

O Diário da Causa Operária publicou no dia 05 deste mês a seguinte matéria transcrita a seguir:

PM agride e arrasta pelo pé professor que tentava defender jovem de escola em Uberlândia

No dia 29 de março último, o professor de história de 29 anos foi agredido e arrastado pelo pé por dois Policiais Militares, que invadiram a Escola Estadual Lourdes de Carvalho, no bairro Alvorada, em Uberlândia, Minas Gerais.

O professor foi defender dois jovens que estavam sendo revistados pelos policiais. A PM estava fazendo uma investigação pela região quando avistou um jovem de bicicleta com “atitudes suspeitas” entrando na escola.

Os PM invadiram a escola e abordaram dois estudantes. O professor se colocou contra a ação e interferiu questionando os policiais. A PM então decidiu revistar o professor também, que foi jogado no cão e arrastado pelos pés.

Os PM revistaram sua mochila e seu carro. O professor tentou sair das brutalidades dos PM e fugiu, com o apoio dos estudantes que hostilizaram a polícia e tentaram ajudar ele a fugir.

A PM usou spray de pimenta contra os estudantes e as pessoas que estavam em volta dos acontecimentos.

O professor foi levado preso por desacato e só pode sair na segunda-feira (01/04).

Um professora da escola denunciou a ação da PM: “Entrariam em uma escola de ricos e arrastariam um professor? A direção seria ouvida?”, e  “a pobreza é criminalizada”.

Assista o vídeo divulgado no telejornal da Record:

Enfim, é sempre bom pesquisar antes de divulgar qualquer material recebido.

via Facebook / DCO / Rede Record

Anúncios