A africanização da América do Sul

31/03/2019 0 Por Dino Barsa
A africanização da América do Sul

O que ocorre hoje com a América Latina é a repetição histórica da exploração da África por países do primeiro mundo, como a Inglaterra.

Por aqui, os EUA estão dominando as mentes dos jovens através de mentiras contadas na internet com o fim único e específico de tomar as riquezas dos países ‘hermanos’, e mesmo no Brasil.

Um claro exemplo disso é a insistente e mal sucedida tentativa de intervir na Venezuela, que sabidamente possui as maiores reservas petrolíferas do planeta.

A jogada da CIA com o pré-fabricado Juán Guaidó, que não tem um único voto constitucional, teve inclusive apoio do bolsonarismo que destacou e fortaleceu o golpista em nível internacional quase enfraquecendo as bases bolivarianas populistas a ponto de deixar Nicolás Maduro em situação difícil, e poderia mesmo sucumbir à insanidade do clamor direitista, não fosse pela intervenção russa bloqueando o próximo movimento dos ‘ladrões’ de ouro negro.

Míriam M Morais, atenta aos ensaios da inteligência incidente em nosso quintal, escreveu em seu Facebook:

“Se a gente contar como algumas lideranças na África se uniram à Inglaterra para extrair todas as riquezas e depois vazar, os neoliberalistas vão chamar de teoria da conspiração e, de quebra, ainda vão cobrar nosso otimismo com sir Bolsonaro.

A africanização da América do Sul está em curso. É saber se temos mesmo que torcer ou fazer algo muito rápido para impedir antes que seja tarde.”

por Dino Barsa

Anúncios