Querem nos convencer que não existe mandante mas… Ronnie não é louco como Adélio: mata por dinheiro

13/03/2019 2 Por Redação Urbs Magna
Querem nos convencer que não existe mandante mas… Ronnie não é louco como Adélio: mata por dinheiro

Ronnie não é louco como Adélio. Mata por dinheiro, simples assim. Por Fernando Brito

Publicado originalmente no Tijolaço

Preocupante a menção que se fez, na entrevista dos membros do Ministério Público, a que o assassinato de Marielle Franco e de Anderson Gomes tenha sido “um crime de ódio”. Ora, é claro que pode e até deve haver ódio num crime, ainda mais um bárbaro como este.

Mas Ronnie Lessa, o milionário sargento da PM,  não ficou rico, a ponto de ter apartamento, casa, carro e lancha de luxo matando, se me perdoam o paradoxo, “por amor”. Ninguém que não viva da indústria da morte guardaria, desmontados, uma dezena de fuzis.

Nem mesmo como ‘segurança de bicheiro’ é que lhe veio a fortuna que ostenta. É por isso que a investigação do patrimônio que possui e de sua movimentação financeira. É preciso ser muito tolo para acreditar que a tentativa de matá-lo , um mês depois do assassinato de Marielle tenha sido um simples “assalto” na praia.

Ronnie, a esta altura, sabe perfeitamente quem mandou fazer aquele ataque, porque 20 anos como policial o habilitam a descobrir.

É um homem frio, a quem nem mesmo a perda de uma perna, noutro atentado, em 2009, encerrou a carreira das armas. Odeia, sim. Mas mata por dinheiro, por ordem de alguém.

Dino Barsa para o Et Urbs Magna via DCM / Tijolaço

Receba nossas atualizações direto no seu WhatsApp – Salve nosso número em sua agenda e envie-nos uma mensagem – É GRÁTIS – ACESSE AQUI

Doe ao Et Urbs Magna

𝙲𝙾𝙽𝚃𝚁𝙸𝙱𝚄𝙰 𝚌𝚘𝚖 𝚘 𝚅𝙰𝙻𝙾𝚁 𝚀𝚄𝙴 𝙳𝙴𝚂𝙴𝙹𝙰𝚁 (O valor está expresso em Dólar americano) Para alterar o valor a contribuir, basta alterar o MULTIPLICADOR na caixa correspondente 𝐀 𝐩𝐚𝐫𝐭𝐢𝐫 𝐝𝐞 𝐔𝐒𝐃 $ 5 até o limite que desejar

$5.00

Anúncios