Bolsonaro terá 45 min no Fórum Econômico Mundial em Davos, terça (22), para falar e responder perguntas e deve estar apreensivo: ele jamais falou por tanto tempo

16 de janeiro de 2019 2 Por Redação Urbs Magna
Bolsonaro terá 45 min no Fórum Econômico Mundial em Davos, terça (22), para falar e responder perguntas e deve estar apreensivo: ele jamais falou por tanto tempo

O presidente Jair Bolsonaro terá 45 minutos para falar no Fórum Econômico Mundial, em Davos. O fórum fixou nesta quarta-feira a data e horário do “special address” do presidente Jair Bolsonaro na plenária do evento: será na terça-feira, dia 22, entre 15h30 e 16h15.

Decerto, nós que o conhecemos bem, podemos imaginar o quanto o presidente deve estar apreensivo. Nos 45 minutos a que terá direito, Bolsonaro deve transmitir sua mensagem e responder a algumas perguntas. Se no Brasil, durante a campanha eleitoral, o ex-capitão faltou a quase todos os debates, e nos que compareceu causou tanta vergonha à nação pensante, por todas as asneiras que disse, imagine em Davos onde o mundo o aguarda. Apesar disso, Bolsonaro demonstrou confiança aos seus seguidores na internet.

Em sua conta no Twitter, o presidente disse na segunda (14) que a participação no Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça, de 22 a 25 de janeiro, será a oportunidade de mostrar um “Brasil diferente, livre das amarras ideológicas e corrupção generalizada.” Mas isso pode ter sido dito por seu filho Carlos Bolsonaro, que é o responsável pela imagem pública online do pai, que tem publicado em seu perfil a seguinte mensagem:

Será a estreia internacional de Bolsonaro e a primeira vez que o vice-presidente, general Hamilton Mourão, assumirá a Presidência da República em exercício. Também nas redes sociais, Bolsonaro disse que o desejo é de “fazer comércio com o mundo todo”: “Mostrarei nosso desejo de fazer comércio com o mundo todo, prezando pela liberdade econômica, acordos bilaterais e saúde fiscal. Com esses pilares, o Brasil caminhará na direção do pleno emprego e da prosperidade. Espero trazer boas experiências e avanços ao nosso país.”

Ao retornar ao Brasil, Bolsonaro pretende fazer a cirurgia para a retirada da bolsa de colostomia, em São Paulo, prevista para o dia 28.

O tema do fórum este ano é “Globalização 4.0: Moldando uma arquitetura global na era da quarta revolução industrial”. Na ocasião, os líderes mundiais devem discutir o esforço conjunto para a elaboração de uma agenda econômica global, regional e setorial.

Além dos líderes mundiais, devem comparecer ao fórum representantes de mais mil empresas internacionais, bem como organizações não-governamentais e entidades estrangeiras. Serão quatro dias de reuniões destinadas a discutir questões relativas a economia, segurança na internet, geopolítica, cultura e indústria.

Esse será o principal evento do presidente brasileiro no encontro da elite econômica e política. Na plenária, acompanham a sessão normalmente grandes nomes da economia. Bolsonaro participará no dia 23 de sessão-jantar num hotel juntamente com os presidentes do Peru, Colômbia, Equador e Costa Rica. 


Et Urbs Magna via Valor Econômico/Agência Brasil

Receba nossas atualizações direto no seu WhatsApp – Salve nosso número em sua agenda e envie-nos uma mensagem – É GRÁTIS – ACESSE AQUI

Doe ao Et Urbs Magna

Somos o livre arbítrio; a liberdade; a verdade. Preocupamo-nos uns com os outros (ninguém solta a mão de ninguém); com os compatriotas; com a soberania; com o progressismo. Não cabem em nós a tirania; a ira; a mentira; a manipulação. Tudo o que desejamos é seu bem estar; sua felicidade; sua prosperidade. Queremos te encontrar e te acolher com uma palavra; um olhar; um gesto; um movimento. Esse é o certo. Queremos estar com você todos as horas; todos os dias; todos os meses e anos. Queremos saber que você está bem para ficarmos bem. CONTRIBUA com o VALOR QUE DESEJAR e continuamos se você quiser que continuemos. USD $ 1 / USD $ 10 / USD $ 100 / USD $ 1.000 / USD $ 10.000

$1.00

Anúncios