Cesari Battisti é preso na Bolívia e vira troféu político para a extrema-direita

13/01/2019 1 Por Redação Urbs Magna
Cesari Battisti é preso na Bolívia e vira troféu político para a extrema-direita

O ativista italiano Cesare Battisti foi preso na noite de sábado (12) em Santa Cruz de La Sierra, na Bolívia. A informação foi confirmada pela Polícia Federal (PF) do Brasil. Battisti era considerado foragido desde o último dia 14 de dezembro, quando o governo de brasileiro assinou o decreto de extradição do italiano. O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, determinou a prisão de Cesare Battisti em 13 de dezembro.

O ativista italiano foi condenado à prisão perpétua na Itália em 1993 sob a acusação de ter cometido quatro assassinatos durante as ações de guerrilha urbana organizadas pelo grupo Proletários Armados pelo Comunismo (PAC).

Battisti nega a acusação de ter cometidos os crimes e relaciona os episódios aos chamados ‘anos de chumbo’, período de enfrentamento entre grupos radicais de esquerda e o aparelho policial do Estado italiano nos anos 70.

A prisão na Bolívia é um troféu político para o governo italiano de extrema-direita, que exerceu forte pressão política e diplomática pela extradição do ativista.

Et Urbs Magna

Receba nossas atualizações direto no seu WhatsApp – Salve nosso número em sua agenda e envie-nos uma mensagem – É GRÁTIS – ACESSE AQUI

Doe ao Et Urbs Magna

𝙲𝙾𝙽𝚃𝚁𝙸𝙱𝚄𝙰 𝚌𝚘𝚖 𝚘 𝚅𝙰𝙻𝙾𝚁 𝚀𝚄𝙴 𝙳𝙴𝚂𝙴𝙹𝙰𝚁 (O valor está expresso em Dólar americano) Para alterar o valor a contribuir, basta alterar o MULTIPLICADOR na caixa correspondente 𝐀 𝐩𝐚𝐫𝐭𝐢𝐫 𝐝𝐞 𝐔𝐒𝐃 $ 5 até o limite que desejar

$5.00

Anúncios