O energúmeno do Bolsonaro criou um ministério de antípodas, ou antiministério. Nunca pensei que fosse ver isso em minha vida

16/12/2018 1 Por Redação Urbs Magna
O energúmeno do Bolsonaro criou um ministério de antípodas, ou antiministério. Nunca pensei que fosse ver isso em minha vida

Nunca pensei que fosse ver isso em minha vida. Mas o energúmeno do Bolsonaro criou um antiministério. Um ministério de antípodas. Explico: para cada pasta ele nomeou um inimigo dos valores que deveriam nortear aquela área. Gente que vai destruir os fundamentos da pasta que assumir.

Para a Economia, Bolsonaro nomeou um economista sem qualquer qualificação ou respeito de seus pares, um mega especulador neoliberal, dono de um banco de investimentos que pretende vender nosso patrimônio público e nossas reservas naturais a preço de banana, além de aprofundar a recessão e facilitar apenas a vida dos 1 % de mega ricos.

Para a Justiça, nomeou um fascista que pratica lawfare, politiza o direito e desrespeita a constituição e as regras do direito processual.

Para a Casa Civil de um governo autoproclamado moralizante e diferente da política tradicional, um notório corrupto do DEM.

Para a Saúde, um inimigo declarado do SUS e da saúde pública.

Para os Direitos de Mulheres e minorias, uma fanática religiosa que odeia e combate os direitos das mulheres e demais minorias.

Para o Meio Ambiente, um sujeito que defende o desmatamento e os interesses do agronegócio.

Para a Cidadania, um defensor da exclusão social e reclusão institucional de grupos minoritários.

Para a Agricultura, alguém que recebe o singelo apelido de “menina veneno”, por ser deputada lobista de  empresas transnacionais de agrotóxicos.

Para a Educação, um defensor do obscurantismo, da distorção ideológica ultraconservadora do conteúdo curricular,  do fim da autonomia universitária, da universidade pública, um inimigo da liberdade de pensamento, de pesquisa e de cátedra.

Para Ciência e Tecnologia: um astronauta sem qualquer experiência nem de ciência nem de tecnologia, a não ser como militar que passou pela NASA e declara que vai “combater o inimigo até o fim”.

Para as Relações Exteriores,  um fanático religioso medieval e anticomunista, defensor do isolacionismo, da adesão acrítica do Brasil aos interesses norte-americanos e de sua saída de uma série de acordos que o inserem na comunidade internacional.

Desnecessário lembrar que o único ministério extinto por Bolsonaro foi o do Trabalho. A medida fala por si só.

No meio dessa malta de malucos, fanáticos, fascistas e venais, grande parte da equipe de Bolsonaro é composta por militares reformados e generais ultraconservadores  sedentos de sangue e poder. Um time de camisa verde-oliva, pra quem a democracia é apenas um detalhe.

É chato ser repetitivo, mas diante do anti ministério do mi(n)to só posso dizer “parabéns aos responsáveis”.

Por Manoel Olavo

Receba nossas atualizações direto no seu WhatsApp – Salve nosso número em sua agenda e envie-nos uma mensagem – É GRÁTIS – ACESSE AQUI

Doe ao Et Urbs Magna

𝙲𝙾𝙽𝚃𝚁𝙸𝙱𝚄𝙰 𝚌𝚘𝚖 𝚘 𝚅𝙰𝙻𝙾𝚁 𝚀𝚄𝙴 𝙳𝙴𝚂𝙴𝙹𝙰𝚁 (O valor está expresso em Dólar americano) Para alterar o valor a contribuir, basta alterar o MULTIPLICADOR na caixa correspondente 𝐀 𝐩𝐚𝐫𝐭𝐢𝐫 𝐝𝐞 𝐔𝐒𝐃 $ 5 até o limite que desejar

$5.00

Anúncios