Saída de cubanos do ‘Programa Mais Médicos’ atinge Norte, Nordeste e as periferias das cidades brasileiras

15 de novembro de 2018 0 Por Redação Urbs Magna
Saída de cubanos do ‘Programa Mais Médicos’ atinge Norte, Nordeste e as periferias das cidades brasileiras

Receba nossas atualizações direto no seu WhatsApp 
Salve nosso número em sua agenda e envie-nos uma mensagemwhatsapp 


 

O governo cubano rejeitou uma proposta de Bolsonaro e cancelou a participação do programa Mais Médicos

Bolsonaro sugeriu teste de capacidade, salário integral aos profissionais cubanos e liberdade para trazerem suas famílias; Governo cubano fica com a maior parte dos salários dos médicos

Bolsonaro ofereceu condições diferentes para que os médicos cubanos continuem trabalhando no Brasil e o governo de Cuba não aceitou a proposta, resolvendo cancelar o programa.

A decisão foi anunciada por Bolsonaro em suas redes sociais. “Condicionamos à continuidade do programa Mais Médicos a aplicação de teste de capacidade, salário integral aos profissionais cubanos, hoje maior parte destinados à ditadura, e a liberdade para trazerem suas famílias. Infelizmente, Cuba não aceitou”.

O programa Mais Médicos, firmado entre o governo de Dilma Rousseff, trazia médicos cubanos para trabalhar no Brasil. Além de não poderem trazer suas famílias, os profissionais não ficam com a totalidade de seus salários, pois boa parte era dada ao governo cubano.

“Atualmente, Cuba fica com a maior parte do salário dos médicos cubanos e restringe a liberdade desses profissionais e de seus familiares. Eles estão se retirando do Mais Médicos por não aceitarem rever esta situação absurda que viola direitos humanos. Lamentável!”, escreveu Bolsonaro.



YouTube-icon-our_icon
Subscreva Et Urbs Magna no Youtube
facebook pages
Curta Et Urbs Magna no Facebook
facebook groups
Grupo no Facebook PROGRESSISTAS POR UM BRASIL SOBERANO
twitter icon Et Urbs Magna no Twitter


Anúncios