VITÓRIA DE HADDAD JÁ NO 1º TURNO, ABOCANHANDO VOTOS DOS INDECISOS, É QUASE CERTA, DIZ PESQUISA CNT/MDA

30 de setembro de 2018 1 Por Redação Urbs Magna
VITÓRIA DE HADDAD JÁ NO 1º TURNO, ABOCANHANDO VOTOS DOS INDECISOS, É QUASE CERTA, DIZ PESQUISA CNT/MDA

Et Urbs Magna, 30 de setembro de 2018, 15:05 GMT


Pesquisa CNT/MDA desenha vitória de Haddad no primeiro turno

Em setembro, a Confederação Nacional dos Transportes divulgou duas pesquisas feitas pelo instituto MDA e os resultados induzem à crença de que o candidato do ex-presidente Lula à Presidência, Fernando Haddad, se não vencer a eleição em primeiro turno, ao menos vencerá o primeiro turno. Talvez o dado mais animador para Haddad revelado pela pesquisa é que ele é o maior beneficiário dos votos dos indecisos. Sem falar que Bolsonaro empacou.


NEWS WHATSAPP


Do Blog da Cidadania – Segundo a pesquisa, os candidatos com mais chances de receber o voto de entrevistados que se declaram indecisos, sendo permitido citar até duas opções, são: Fernando Haddad, 19,3%; Ciro Gomes, 18,7%; Jair Bolsonaro, 17,5%; Geraldo Alckmin; 13,3%; Marina Silva, 7,8%; Alvaro Dias, 3,6%; João Amoêdo, 3%, e Henrique Meirelles, 1,2%.

Some-se a isso a disparada sensacional de Haddad e o empacamento de Bolsonaro (que não sai dos 28% enquanto Haddad não para de crescer), e temos, aí, uma possibilidade concreta de vitória do petista no primeiro turno, caso a transferência de votos de Lula para ele, apontada por TODAS as pesquisas, vier a se concretizar.

Como se vê no quadro acima, o potencial de transferência de votos de Lula para Haddad é de 33% de eleitores que votarão nele “com certeza” e de 16% de eleitores que talvez votem no candidato escolhido por Lula, perfazendo 39% das intenções de voto. Na casa dos 40% de votos válidos, Haddad vence a eleição em primeiro turno.

Senão, Vejamos

Partindo dessa pesquisa CNT/MDA, os adversários de Haddad, somados, têm 54,7% dos votos e o petista, 25,2%. Note-se que a cada ponto que Haddad ganha, a soma dos adversários perde um ponto, de modo que se Haddad chegar aos cerca de 40% que as pesquisas lhe dão como possibilidade devido à transferência de votos de Lula, seus adversários perderão 15 pontos, baixando para 39,7% enquanto Haddad teria 40% e, assim, venceria em primeiro turno.

Não é difícil de entender, mas, para  muitos, será bem difícil aceitar. Ainda mais após essa fascistada que não entende droga nenhuma de política – bem como alguns petistas e esquerdistas “pessimildos” – ter dito que a estratégia do PT era “furada”, que o PT estava acabado etc., etc., etc.

Agora chegou a hora de dizer aos fascistas e golpistas bolsonaristas, tucanos ou o diabo que os carregue: “aceitem que dói menos” e “o choro é livre”… Ou “chola mais, vai”.


 

YouTube-icon-our_iconSubscreva Et Urbs Magna no Youtube  ASSISTA MANUELA D’ÁVILA NA JOVEM PAN

Anúncios