FALA ODIOSA E DECORADA DE ALVARO DIAS REVELA MEDIOCRIDADE POLÍTICA E DESCONHECIMENTO DO BRASIL.

22/09/2018 0 Por Redação Urbs Magna
FALA ODIOSA E DECORADA DE ALVARO DIAS REVELA MEDIOCRIDADE POLÍTICA E DESCONHECIMENTO DO BRASIL.

Et Urbs Magna, 22 de setembro de 2018, 23:58 GMT


Quem assistiu ao debate de presidenciáveis na TV Aparecida, no mínimo estranhou a fala de Alvaro Dias ao atacar o PT de Haddad com argumentos estranhos à realidade conhecida pelos brasileiros: a das realizações de Lula durante seu governo

É que o brasileiro tem a memória acentuadamente voltada para a democracia lulista, especialmente ao se comparar os dias atuais pós-golpe, quando tragamos forçosamente todas as mudanças sociais e reformas impostas pelo governo dos golpistas, com os anos de ouro da era Lula e todos os seus feitos. 


whatsapp  Receba nossas atualizações no WhatsApp


 

No debate, Fernando Haddad (PT) escolheu o tema “família” na pergunta que fez a Alvaro Dias (Podemos). Mas o senador não estava disposto à defesa ideológica de sua candidatura, e sim ao ataque ao Partido dos Trabalhadores com uma estúpida composição que deixou a todos de queixo caído, devido à bestialidade do que foi dito.

“Você vem para essa campanha como porta-voz da tragédia, representando o caos. O PT se transformou na filosofia do fracasso”, disse Dias, afirmando que o a legenda petista “se especializou em distribuir a pobreza” e que a família brasileira era vítima de desigualdade social gerada por governos do PT. Entretanto, todos sabem que é justamente o contrário.

Em seu momento de resposta, Haddad rebateu dizendo que Alvaro Dias desconhecia a realidade do País. “Você fica no Senado, no seu gabinete, e desconhece a realidade”, declarou o petista. O candidato do PT disse que a família foi fortalecida por programas da legenda, como o Bolsa Família, o ProUni e o Minha Casa, Minha Vida.

Logo em seguida, ao perguntar para Geraldo Alckmin (PSDB), Alvaro Dias continuou com ataques contra o PT afirmando que o partido promoveu um “conluio” com o sistema financeiro. Alckmin defendeu, em seguida, aumentar a competitividade de bancos no País e acabar, via decreto, com a exigência de autorização para entrada de bancos estrangeiros no País.


YouTube-icon-our_icon  Subscreva Et Urbs Magna no Youtube


ASSISTA AO ATAQUE INFUNDADO DE AD

 

Anúncios