GILMAR MENDES SUGERE QUE LULA PODE CONCORRER E SER ELEITO O PRÓXIMO PRESIDENTE DO BRASIL

SE ELEITO, RÉU PODE ASSUMIR PRESIDÊNCIA, DEFENDE GILMAR MENDES

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou nesta quarta-feira (29) que não há impedimento para um candidato à Presidência da República que seja réu em ação penal assumir a Presidência da República, caso seja eleito; “O que a Constituição diz é que o presidente da República não poderá, depois de recebida a denúncia, continuar no cargo. Só isso. Qualquer outra situação é um devaneio”, disse Gilmar


whatsapp  Receba nossas atualizações direto no WhatsApp


Do Brasil247 – O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou nesta quarta-feira (29) que não há impedimento para um candidato à Presidência da República que seja réu em ação penal assumir a Presidência da República, caso seja eleito.

“Eu acho que vocês estão muito assanhados com essa coisa de querer que um juiz defina questões que passam pelo processo democrático. O que a Constituição diz é que o presidente da República não poderá, depois de recebida a denúncia, continuar no cargo. Só isso. Qualquer outra situação é um devaneio”, disse Gilmar Mendes a jornalistas, como relatam Rafael Moraes Moura e Amanda Pupo.

Em dezembro de 2016, ao julgar o afastamento de Renan Calheiros (MDB-AL) do comando do Senado, o STF firmou o entendimento de que réus em ação penal não podem eventualmente substituir o presidente da República (como no caso dos presidentes da Câmara e do Senado, que estão na linha sucessória).


LOGO FOOTER ET URBS MAGNA

NAS REDES SOCIAIS


whatsapp  Receba nossas atualizações no WhatsApp
YouTube-icon-our_icon  
Subscreva Et Urbs Magna no Youtube
facebook pages  Curta Et Urbs Magna no Facebook
facebook groups  Grupo no Facebook PROGRESSISTAS POR UM BRASIL SOBERANO
twitter icon  Et Urbs Magna no Twitter


 

Anúncios

Comments

  1. […] Fonte: GILMAR MENDES SUGERE QUE LULA PODE CONCORRER E SER ELEITO O PRÓXIMO PRESIDENTE DO BRASIL […]

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.