TEMER CONFISCA IMÓVEIS DO ‘MINHA CASA MINHA VIDA’ – É A GOTA D’ÁGUA DO GOLPE

27 de agosto de 2018 3 Por Redação Urbs Magna
TEMER CONFISCA IMÓVEIS DO ‘MINHA CASA MINHA VIDA’ – É A GOTA D’ÁGUA DO GOLPE

RESULTADO DO GOLPE: UMA AVALANCHE DE IMÓVEIS CONFISCADOS PELOS BANCOS

O desastre do golpe de Michel Temer e do PSDB provocou uma avalanche de retomadas e confiscos de imóveis pelos bancos; apenas nos últimos seis meses, os bancos tomaram mais de R$ 1,48 bilhão de casas e apartamentos inadimplentes; o estoque de imóveis retomados é recorde: R$ 11,5 bilhões – o que corresponde a 70 mil casas e apartamentos desde 2014

whatsapp  Receba nossas atualizações direto no WhatsApp


Do Brasil247 – O desastre do golpe de Michel Temer e do PSDB provocou uma avalanche uma avalanche de retomadas e confiscos de imóveis pelos bancos. Apenas nos últimos seis meses, os bancos tomaram mais de R$ 1,48 bilhão de casas e apartamentos de família inadimplentes por causa da crise do golpe. O estoque de imóveis à espera de um interessado é recorde: R$ 11,5 bilhões – o que corresponde a 70 mil casas e apartamentos.

A líder no setor imobiliário, a Caixa, encabeça esse movimento, com cerca de 70% desse total de unidades retomadas. Em junho, eram cerca de 47 mil imóveis de clientes que, somados, valiam R$ 9,1 bilhões. Em 2016, o estoque era menos da metade: 23 mil unidades

Reportagem do jornal O Estado de S. Paulo destaca também a relação do fenômeno de retração dos financiamentos com o desemprego: “a inadimplência cresceu à medida que a crise elevou o desemprego e reduziu a capacidade financeira das famílias. Atualmente, os cinco maiores bancos têm o volume recorde de R$ 13,7 bilhões em imóveis à espera de um interessado – incluindo as unidades que já estavam no estoque –, cifra que cresceu 745% em quatro anos e meio.”

E detalha o desastre dos cancelamentos de financiamentos banco a banco: “números nos balanços do Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Itaú Unibanco e Santander revelam que, juntas, as instituições tiveram aumento médio de quase R$ 2 bilhões no volume de imóveis retomados a cada ano entre 2014 e o ano passado. O ritmo continua forte em 2018 e, em apenas seis meses, bancos tomaram mais R$ 1,48 bilhão em casas e apartamentos de inadimplentes.”

A líder no setor imobiliário, a Caixa, encabeça esse movimento, com cerca de 70% desse total de unidades retomadas. Em junho, eram cerca de 47 mil imóveis de clientes que, somados, valiam R$ 9,1 bilhões. Em 2016, o estoque era menos da metade: 23 mil unidades.


LOGO FOOTER ET URBS MAGNA

NAS REDES SOCIAIS


whatsapp  Receba nossas atualizações no WhatsApp
YouTube-icon-our_icon  
Subscreva Et Urbs Magna no Youtube
facebook pages  Curta Et Urbs Magna no Facebook
facebook groups  Grupo no Facebook PROGRESSISTAS POR UM BRASIL SOBERANO
twitter icon  Et Urbs Magna no Twitter


 

Anúncios