DISPARADA DO DÓLAR É SINAL QUE ‘VAI DAR PT’ NAS ELEIÇÕES DE 2018, DIZ SITE DE DIREITA SOBRE INVESTIMENTOS

20 de agosto de 2018 0 Por Redação Urbs Magna
DISPARADA DO DÓLAR É SINAL QUE ‘VAI DAR PT’ NAS ELEIÇÕES DE 2018, DIZ SITE DE DIREITA SOBRE INVESTIMENTOS

Dólar salta para R$ 3,95 após pesquisa CNT/MDA mostrar “caminho muito claro para PT no 2º turno”

Moeda tem forte alta com tensão política, enquanto o lbovespa fica instável em dia de vencimento de opções sobre ações


whatsapp  Receba nossas atualizações direto no WhatsApp


Do InfoMoney – SÃO PAULO -O Ibovespa tem uma sessão volátil nesta segunda-feira (20), de olho na mais recente pesquisa eleitoral, da CNT/MDA, que apontou uma deterioração das intenções de votos de Geraldo Alckmin (PSDB) no cenário com Lula na disputa presidencial, que está isolado na liderança no cenário estimulado, o que gera tensão entre os investidores por conta da possibilidade destes votos serem herdados por Fernando Haddad.

Às 13:51h (horário de Brasília), o benchmark da bolsa brasileira tinha alta de 0,33%, aos 76.282 pontos, após chegar a cair 0,55% com a pesquisa. Vale destacar que nesta segunda tem vencimento de opções sobre ações na B3, o que aumenta a volatilidade no mercado. O dólar comercial, por sua vez, se mantém com forte alta, com maior reflexo da tensão eleitoral, avançando 0,91% no mesmo horário, cotado a R$ 3,9502 na venda.

“Vemos o PT no segundo turno, mas não com facilidade. Há, no entanto, um caminho muito claro para PT ir ao segundo turno”, disse Richard Back, analista político da XP Investimentos, para a Bloomberg. Segundo ele, Alckmin será um duro adversário para Bolsonaro, o que coloca o tucano na briga pela outra vaga no segundo turno. Back diz que a pesquisa CNT/MDA mostrou Lula reafirmando liderança nos números, mas muito acima dos outros candidatos. Tem de se olhar com atenção se a MDA está certa e todo mundo errado, ou todo mundo certo e MDA errada, avalia.

No cenário de pesquisa de intenção de voto estimulada, Lula segue na liderança, aparecendo com 37,3% das intenções de voto, uma alta de 4,9 pontos percentuais na comparação com maio, quando o petista tinha 32,4% das intenções de voto. Contudo, é praticamente improvável que o ex-presidente, condenado em segunda instância e preso desde abril, participe das eleições, diz o site.

Enquanto isso. Jair Bolsonaro passou de 16,7% para 18,8% no mesmo período, uma variação de 21pontos percentuais. Marina Silva teve queda de 2 pontos, passando de 7,6% para 5,6%, enquanto Geraldo Alckmin teve leve variação positiva, passando de 4% para 4,9%. Ciro Gomes passou de 5,4% para 4,1%, enquanto Álvaro Dias teve variação positiva de 2,5% para 2,7%.

Na pesquisa espontânea, Lula aparece com 20,7% (ante 18,6% em maio) e Bolsonaro tem 15,1% das intenções de voto, ante 12,4% em maio, Alckmin teve variação positiva de 1,3% para 1,7%, seguido por Ciro, que foi lembrado por 1,5% dos eleitores, ante 1,7% da última pesquisa. Álvaro Dias foi lembrado por 1,3%, praticamente o mesmo patamar dos 1,2% da pesquisa CNT/MDA de maio. Marina completa a lista dos que pontuam, com 1,1% das intenções de voto, ante 1% do último levantamento. Somados, votos brancos e nulos e índice de indecisos representam 47,9% do total.

Na sexta-feira passada, o crescimento de Fernando Haddad na pesquisa da XP/Ipespe assustou os investidores, ao registrar 15% das intenções de votos com o apoio de Lula, dividindo a liderança com Bolsonaro no limite da margem de erro. Ainda hoje, teremos também a pesquisa Ibope, encomendada pela Rede Globo e pelo jornal O Estado de S. Paulo.


LOGO FOOTER ET URBS MAGNA

NAS REDES SOCIAIS


whatsapp  Receba nossas atualizações no WhatsApp
YouTube-icon-our_icon  
Subscreva Et Urbs Magna no Youtube
facebook pages  Curta Et Urbs Magna no Facebook
facebook groups  Grupo no Facebook PROGRESSISTAS POR UM BRASIL SOBERANO
twitter icon  Et Urbs Magna no Twitter


 

Anúncios