TEMER TRAVA 40 MIL OBRAS DO ‘MINHA CASA MINHA VIDA’

Temer paralisa 40 mil obras do Minha Casa Minha Vida

Burocracia, falta de recursos e até invasões aos imóveis são alguns dos problemas enfrentados pelo programa. A situação faz com que moradores de baixa renda sigam pagando aluguel ou vivendo em áreas de risco


whatsapp  Receba nossas atualizações direto no WhatsApp


Do Revista Fórum – O “Minha Casa, Minha Vida”, maior programa habitacional do país, está com mais de 40 mil obras em unidades habitacionais paralisadas. Burocracia, falta de recursos e até invasões aos imóveis são alguns dos problemas enfrentados pelo programa. A situação faz com que moradores de baixa renda sigam pagando aluguel ou vivendo em áreas de risco.

Lançado em março de 2009, o MCMV construiu 5,2 milhões de unidades. O Ministério das Cidades afirma que quase 4 milhões foram entregues. O número de obras paradas era maior e vem caindo, porém ainda é considerado um problema. Um exemplo está em Olinda, na Grande Recife, onde os residenciais de Peixinhos 1 e 2 estão abandonados, mesmo após 95% da obra concluída. Iniciado em março de 2014, o empreendimento estava previsto para março de 2016. A nova previsão de entrega é o final deste ano.

O local hoje está com prédios concluídos, mas à espera de obras complementares para serem entregues. Por conta do tempo em que a construção esteve parada, o local já apresenta marcas do descaso, como casa de máquina abandonada, esgoto a céu aberto e janelas quebradas. Os contratos com os beneficiários foram assinados em dezembro de 2017. Um deles é Alexandre Moura Cavalcante, 44. Ele aguarda há sete anos por uma casa prometida, após aquela em que vivia ser desapropriada pela prefeitura.


LOGO FOOTER ET URBS MAGNA

NAS REDES SOCIAIS


whatsapp  Receba nossas atualizações no WhatsApp
YouTube-icon-our_icon  
Subscreva Et Urbs Magna no Youtube
facebook pages  Curta Et Urbs Magna no Facebook
facebook groups  Grupo no Facebook PROGRESSISTAS POR UM BRASIL SOBERANO
twitter icon  Et Urbs Magna no Twitter


 

Anúncios

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.