PRÉ-SAL TEM NOVO RECORDE E LUCRO NÃO VAI PARA NOSSA EDUCAÇÃO E SAÚDE, VAI PARA OS EUA

A produção média diária do pré-sal em julho foi 172,8 mil barris por dia de petróleo e de 5,7 milhões de metros cúbicos diários de gás natural, totalizando 208,9 mil barris de óleo equivalentes por dia – um crescimento de 9% em comparação ao mês anterior, quando a produção chegou a 191,2 mil barris de óleo equivalente de média diária.

Essa foi a maior produção já registrada nos reservatórios do pré-sal, que pela segunda vez ultrapassa a marca dos 200 mil barris de petróleo equivalente de média diária. A primeira vez foi em dezembro de 2011, quando a produção média diária foi 200,6 mil barris de petróleo equivalente.

Segundo dados divulgados pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), a produção recorde foi oriunda dos dez poços localizados nos campos de Lula (5); Jubarte, Caratinga, Barracuda, Marlim e Marlim Leste e Voador, com um poço produtor cada. Dos dez poços produtores do pré-sal, sete estão entre os 30 maiores poços produtores do país. Os destaques, segundo a ANP, ficaram com os poços do Campo de Lula, dos quais três figuram entre os cinco maiores produtores do território nacional, um dos quais foi, em julho, o maior campo produtor individual do país, com vazão média de 37,2 mil barris de óleo equivalente.


Et Urbs Magna 🇧🇷🌐 Terra

Anúncios

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.