“UMA ORCRIM SE APODEROU DO PODER PÚBLICO”, DISSE JANOT AO GLOBO

17 17-03:00 maio 17-03:00 2018 5 Por Redação Urbs Magna
“UMA ORCRIM SE APODEROU DO PODER PÚBLICO”, DISSE JANOT AO GLOBO

O ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, concedeu uma longa entrevista ao jornal O Globo na qual disse que omissões pontuais de sua denúncia contra Michel Temer não invalidam nem contaminam as provas colhidas duranta as investigações. Janot afirmou que o acordo de delação com Joesley Batista foi importantíssimo para desvendar a organização criminosa que se apropriou do poder público brasileiro.

Janot afirmou que o acordo de delação com Joesley Batista foi importantíssimo para desvendar a organização criminosa que se apropriou do poder público brasileiro.

Leia trechos da entrevista:

Foi um acordo importantíssimo para desvendarmos toda organização criminosa que se apropriou do poder público brasileiro. As informações, provas e a proatividade dos colaboradores foram medidas nas denúncias feitas contra o presidente em exercício Michel Temer e nas investigações que seguiram.

Ele responde a duas denúncias e duas investigações criminais, que decorrem dessa colaboração.

Acredito que essa foi uma das colaborações premiadas que mais auxiliaram o combate à corrupção no Brasil.

O que se passou depois foi um outro fato. Os colaboradores não souberam se comportar à altura e, agora, estão sofrendo a possibilidade de ter os seus acordos rompidos, o que não prejudica as provas obtidas.

Nós tivemos dois acordos de colaboração premiada muito sensíveis. O primeiro da Odebrecht, difícil pela sua extensão, 78 colaboradores.

Exigiram do Ministério Público Federal muito aplicação e criatividade. Mas esse da J&F foi o acordo em que nós chegamos à cabeça da organização criminosa, por isso foi muito importante.

Atingiu um presidente da República em exercício que, depois de três anos e meio da Lava-jato, continuava praticando atos que queria.

Achava que era imune a qualquer investigação do Ministério Público. E nenhum cidadão é.

Chegamos ao virtual futuro presidente da República (senadorAécio Neves), que também continuava praticando atos e se acreditava imune.

Esse é o quadro que eu desenho de um ano depois dessa colaboração da J&F.
As informações, provas e a proatividade dos colaboradores foram medidas nas denúncias feitas contra o presidente em exercício Michel Temer e nas investigações que seguiram.

O Urbs Magna🌐 é um site independente. Se você quer ajudar na luta contra o golpismo e por um Brasil melhor, compartilhe com seus amigos e/ou em grupos de Facebook e WhatsApp. Quanto mais gente tiver acesso às informações, menos poder terá a manipulação da mídia golpista.

Subscreva nosso Canal do Youtube e acesse todos os vídeoso. Curta nossa Página no Facebook e receba em primeira mão todas as postagens. Entre para o Grupo PROGRESSISTAS POR UM BRASIL SOBERANO e acompanhe as propostas para um país mais igualitário. Siga-nos no Twitter.

Urbs Magna 🌐 O Globo

Anúncios