GLOBO PROÍBE WILLIAM WAACK DE TRABALHAR NA CONCORRÊNCIA

3 de abril de 2018 0 Por Redação Urbs Magna
GLOBO PROÍBE WILLIAM WAACK DE TRABALHAR NA CONCORRÊNCIA

A Globo não quis mais William Waack como contratado e acabou pagando caro por isso. Com um acordo em vigor, ela precisou arcar com uma multa milionária devido à quebra de contrato, segundo informa o colunista Ricardo Feltrin. De acordo com a publicação, ambas as partes entraram em um consenso e firmaram um acordo.

Nele, Waack acabou recebendo um valor acima de R$ 3,5 milhões como indenização. Ou seja, de certa forma, o jornalista saiu no lucro. Esse valor teria sido o do contrato que ainda lhe restava na emissora, a soma de todos os seus futuros salários, com o acréscimo de uma bonificação por ele ter aceitado os termos do acordo.

William ganhava, mensalmente, cerca de R$ 130 mil mensais e outros benefícios. Na época da demissão, ele ainda estava com dois anos de contrato pela frente e lutou para permanecer na emissora, mas acabou, em seguida, aceitando as condições. O escândalo sujou a sua imagem e ele não tinha condições de seguir no Jornal da Globo.

No entanto, esse acordo não se limitou a essas clausulas. Segundo a colunista Keila Jimenez, a emissora exigiu uma “geladeira” para ele, que apesar do assédio, não poderá assinar com nenhum outro canal na TV aberta por, pelo menos, um ano, e na TV Paga por seis meses. Por enquanto, ele pode trabalhar apenas no rádio ou na internet.

Urbs Magna via otvfoco

Anúncios