GLOBO PROÍBE WILLIAM WAACK DE TRABALHAR NA CONCORRÊNCIA

NOTÍCIAS TV

A Globo não quis mais William Waack como contratado e acabou pagando caro por isso. Com um acordo em vigor, ela precisou arcar com uma multa milionária devido à quebra de contrato, segundo informa o colunista Ricardo Feltrin. De acordo com a publicação, ambas as partes entraram em um consenso e firmaram um acordo.

Nele, Waack acabou recebendo um valor acima de R$ 3,5 milhões como indenização. Ou seja, de certa forma, o jornalista saiu no lucro. Esse valor teria sido o do contrato que ainda lhe restava na emissora, a soma de todos os seus futuros salários, com o acréscimo de uma bonificação por ele ter aceitado os termos do acordo.

William ganhava, mensalmente, cerca de R$ 130 mil mensais e outros benefícios. Na época da demissão, ele ainda estava com dois anos de contrato pela frente e lutou para permanecer na emissora, mas acabou, em seguida, aceitando as condições. O escândalo sujou a sua imagem e ele não tinha condições de seguir no Jornal da Globo.

No entanto, esse acordo não se limitou a essas clausulas. Segundo a colunista Keila Jimenez, a emissora exigiu uma “geladeira” para ele, que apesar do assédio, não poderá assinar com nenhum outro canal na TV aberta por, pelo menos, um ano, e na TV Paga por seis meses. Por enquanto, ele pode trabalhar apenas no rádio ou na internet.

Urbs Magna via otvfoco

Anúncios

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.