CONSENSO CONDENATÓRIO DE LULA PROVA QUE SISTEMA JUDICIÁRIO ESTÁ CONTAMINADO DE ALTO A BAIXO

BRASIL ELEIÇÕES 2018 Julgamento de Lula JUSTIÇA Lawfare NOTÍCIAS operação lava jato OPINIÃO POLÍTICA PT

Acertou na mosca o bravo jornalista Rodrigo Viana quando, em artigo recente, disparou: “a lógica de Lula é a lógica que vai levá-lo à prisão“. Rodrigo cita uma declaração de Lula, na entrevista à Mônica Bergamo, da Folha de São Paulo, na qual o ex-presidente afirma que se nega a examinar qualquer alternativa de resistência fora do “respeito às instituições“.

Ao fazer profissão de fé nas instituições, Lula deixa escapar uma grande oportunidade de botar o dedo na ferida, denunciando ao Brasil e ao mundo que o pacto republicano e democrático que resultou da Constituição de 1988 virou pó; que as tais instituições, corrompidas pelo ativismo político, apodreceram e, pelo menos na sua configuração atual, precisam ser expelidas; que o sistema de justiça do país traiu sua função pública ao se tornar braço do golpismo e dos interesses mais mesquinhos, antipopulares e antinacionais do capital.

Se por uma lado é assombroso observar como dirigentes e figuras públicas do PT, além de destacados militantes dos movimentos social e sindical, naturalizaram a prisão do maior brasileiro do século como se fora um mero percalço dos embates políticos, por outro, há que se reconhecer a responsabilidade de Lula nessa pasmaceira generalizada. Sim, porque, diante das multidões que arrasta, ele jamais convocou o povo para a resistência fora da esfera institucional, como o momento requer.

Antes de acusaram-me de propor porralouquices como luta armada, que na atual correlação de forças na sociedade seria uma total insanidade, esclareço que entre a luta estritamente limitada aos marcos institucionais e o recurso extremo de pegar em armas, há uma gama de alternativas radicalizadas de luta (não vou detalhá-las aqui para não favorecer o inimigo). Infelizmente, a esquerda se nega até mesmo a debater com o povo sua efetivação como tática de luta.

A genialidade de Lula na política é reconhecida até por muitos de seus adversários. Melhor presidente da história do Brasil, ele exibe uma trajetória impecável de vida voltada para a defesa dos direitos do povo, da classe trabalhadora e da democracia. Custo a entender, portanto, o que faz com que Lula teime em enxergar que a deterioração das instituições seja fenômeno isolado, restrito ao mau-caratismo de alguns juízes e procuradores.

Decididamente, não. Basta, por exemplo, olharmos a unanimidade orquestrada e canalha verificada nos julgamentos dos processos contra Lula até agora. Mesmo ante uma acusação ridícula como a do triplex, já sobejamente desmontada pela defesa, inclusive com a apresentação de provas, Moro o condenou. Na sequência, a sentença seria confirmada no jogo de cartas marcadas do TRF-4, onde os desembargadores aumentaram a pena imposta por Moro, determinando um tempo de prisão rigorosamente igual.

Depois, a unanimidade farsesca seria coroada pelos cinco a zero do STJ rejeitando o pedido de habeas corpus preventivo para Lula. Centenas de juristas brasileiros denunciam que o ex-presidente é vítima de lawfare, que é o uso da justiça para fins políticos. Outros tantos ao redor do planeta asseveram que as acusações, de tão frágeis, sequer seriam acatadas pelo Judiciário dos países democráticos. O consenso condenatório por parte dos nossos juízes, portanto, é a prova cabal de que o sistema de justiça nativo está contaminado de alto a baixo.

Vejo como um grave equívoco, não só de Lula, mas de quadros importantes do PT, a insistência em apontar “setores do Judiciário, do MP e da PF” como os vilões da democracia. Basta de ilusões. Os que honram a toga e suas funções públicas nessas instituições são pontos fora da curva, exceções que só confirmam a regra, que é a adesão em bloco de suas excelências à perseguição ao maior líder popular do país e ao seu partido.
Subscreva nosso Canal do Youtube e tenha acesso a todos os vídeos. Curta nossa Página no Facebook e receba em primeira mão todas as postagens. Entre para o Grupo PROGRESSISTAS POR UM BRASIL SOBERANO e acompanhe as propostas para um país mais igualitário.

URBS MAGNA com informações de brasil247

Anúncios

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.