Gregório Duvivier contraposto à intervenção federal racista e preconceituosa

BRASIL NOTÍCIAS OPINIÃO PENSAMENTO POLÍTICA

Apesar de trabalhar pro Império (HBO) faz trabalho e tanto…! O cara é rico, famoso, branco e mora em um bairro onde não tem exército, UPP, BOPE ou mandado de busca coletivo.

O cara tem plantas de maconha e sabe que a polícia jamais entrará no apartamento dele. E o que é que ele faz? Publica a foto da planta em redes sociais onde é seguido por milhares de pessoas e diz, uma e outra vez, “a polícia não me prende porque eu sou branco, rico e famoso”.

Escreve coluna em jornal falando sobre isso. Denuncia que a guerra contra as drogas é uma guerra contra pobres e pretos. Grava depoimento para grupos antiproibicionistas, falando que é maconheiro e tem planta em casa. Usa sua fama e prestígio para apoiar a legalização e denunciar a hipocrisia da proibição, o racismo da proibição, o classismo da proibição.

Provoca a lei: venham, me prendam. Assume o risco de se colocar no lugar dos que não têm os privilégios dele. E o que é que a militância chata pra caralho do Facebook faz? Em vez de aproveitar esse apoio à causa antiproibicionista, “problematiza”.

Diz que o cara é um homem-branco-e-rico sem consciência dos seus privilégios (oi?). Logo ele, que denuncia esses privilégios. E bate nele como se fosse o inimigo, com textões sobre lugar de fala e outros conceitos acadêmicos que nunca entenderam.

Eu não sei se é falta de interpretação de textos, ignorância ou má-fé, mas PUTA MERDA HEIN! Sim, estou falando do Gregório Duvivier.

Subscreva nosso Canal do Youtube e tenha acesso a todos os vídeos. Curta nossa Página no Facebook e receba em primeira mão todas as postagens. Entre para o Grupo PROGRESSISTAS POR UM BRASIL SOBERANO e acompanhe as propostas para um país mais igualitário.

Urbs Magna via Gerson Shatkoski

Anúncios

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.