Contra fim do auxílio-moradia, juízes farão paralisação nacional

BRASIL Corrupção JUSTIÇA NOTÍCIAS

A diretoria da Ajufe (Associação de Juízes Federais do Brasil) decidiu na madrugada desta quinta (22) convocar uma paralisação da categoria para o dia 15 de março. A ameaça de uma reação da classe ao Supremo foi antecipada no Painel, por Julia Chaib.

A greve será referendada em votação virtual dos 2.000 associados da entidade ao longo do dia. O presidente Roberto Veloso também marcou uma assembleia extraordinária para decidir sobre uma greve por tempo indeterminado a partir de 3 de abril.

O encontro acontecerá em 23 de março, um dia depois do julgamento no STF (Supremo Tribunal Federal) que pode extinguir o auxílio-moradia. Os 28 diretores da Ajufe, além de todos os associados, terão de votar.

Nesta quarta (21), a presidente do Supremo, Cármen Lúcia, decidiu que o plenário da corte julgará em 22 de março o auxílio-moradia pago a juízes de todo o país.

A ministra foi acusada de ter sido seletiva: mirou a Justiça Federal, mas ignorou ação sobre penduricalhos de tribunais estaduais.

Subscreva NOSSO CANAL NO YOUTUBE e tenha acesso a todos os vídeos. Curta NOSSA PÁGINA NO FACEBOOK e receba em primeira mão todas as postagens. Entre para o Grupo PROGRESSISTAS POR UM BRASIL SOBERANO e acompanhe as propostas para um país mais igualitário.

Anúncios

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.