Temer quebrou a Caixa ao liberar FGTS e a mídia pôs a culpa no PT de Lula e Dilma

A mídia segue enganando a sociedade que não “corre atrás” da verdadeira notícia, como se passasse atestado de burrice para os que só deglutem aquilo que lhes é atirado como ração. E a classe média, a mais ignorante das classes sociais do Brasil, continua caindo no ‘conto do vigário’.

A Caixa Econômica Federal  agora é o novo alvo da Lava Jato. E ela tem como principal cliente o próprio governo federal, mesmo após a descapitalização de mais de R$ 46 bilhões pois o governo continua como 36% das operações do Banco. Esse valor era percentualmente maior, antes da liberação desastrada das contas do FGTS ordenadas por Michel Temer.

A Folha de São Paulo publicou hoje (21) matéria que ‘explica’ a necessidade de reduzir o tamanho da CEF. O jornalista diz que a ampliação da concessão de empréstimos, que tornou a Caixa o maior banco estatal do Brasil, foi o motivo de sua quebra. Ele esqueceu de dizer que essa operação resulta em retorno certo à instituição. Se operações de crédito fosse ruim, os bancos não ligariam buscariam clientes para oferecer “oportunidades” de “realizar seus sonhos”. Empréstimo é sinônimo de lucro e a ampliação das operações de crédito durante o governo Lula e Dilma resultaram do forte crescimento econômico do período.

A perda de capital é o que quebra um banco. E isso aconteceu em 2017 após a liberação desastrada do FGTS inativo, que Temer usou politicamente em seu favor. Aquele valor liberado representa 30% de toda a carteira de crédito do Banco Santander no Brasil.

Logo, não foram 13 anos de petistas que quebraram a Caixa, mas sim apenas um ano e meio de governo Michel Temer. O golpista só age assim, comprando tudo e todos para se manter no poder. Deputados, com emendas parlamentares e o povo, com a liberação de R$ 46 bilhões do Fundo de Garantia. Agora, a Caixa agoniza e está reduzindo o setor de FGTS e cancelando a concessão de financiamentos habitacionais em diversas modalidades, uma delas, o Minha Casa Minha Vida categoria 1 (a dos mais pobres).

Eles querem abrir o capital da Caixa para o mercado financeiro, como a Lava Jato fez com o parque de indústria pesada do Brasil, incluindo petróleo, construção civil, eletronuclear e pesquisa científica. Agora, partem para cima da Caixa Econômica enquanto descapitalizam o banco ainda mais liberando o PIS e negando fundos para sanear a Caixa.

A mídia joga a culpa no Lula, a direção é substituída por um corpo “técnico” e dá-se a redução com venda de ativos da empresa e um programa de demissão voluntária. Dependendo de quem entrar em 2019, como Presidente da República, pega a massa falida da Caixa e abre o capital ou privatiza. O mesmo serve para as demais estatais, incluindo a Petrobras. Estorinha conhecida, essa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s