Jornal panamenho: “Durán tem provas de falsificação de documentos da Odebrecht na Lava Jato

O jornal La Estrella De Panamá publica hoje reportagem sobre as provas que o advogado Rodrigo Tacla Durán tem a respeito da fraude no sistema interno do Meinl Bank, usado pela Odebrecht para pagar propinas no exterior — entre eles, o casal de marqueteiros Mônica Moura e João Santana. “Ele (Tacla Durán) possui os registros antes e depois que as alterações foram executadas”, informa a reportagem.

O texto trata principalmente de esquema de corrupção no Panamá, que atinge o presidente do país, Juan Carlos Varela, através de transferências milionárias para conta de uma offshore de um colaborador do presidente, o médico Jaime Lasso. A reportagem informa ainda que os registros foram alterados para evitar problema com uma investigação em curso no FBI.

Todo esse conjunto de provas, segundo o jornal, foi periciado Espanha, e parte do material entregue aos advogados do ex-presidente Lula. A revelação foi feita depois que a procuradoria do Panamá arquivou as denúncias que atingem o presidente. A expectativa de parte dos políticos do Panamá é que Tacla Durán seja ouvido, e as investigações, reabertas.

Leia a reportagem do La Estrella de Panamá

 

Anúncios

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.