Bomba: Corrupção de juízes e procuradores são ocultadas há 1 ano

BRASIL Corrupção JUSTIÇA NEWS operação lava jato

Por Romulus Maya

Todos vimos nesta véspera do Ano Novo a tentativa de chantagem por parte de Eduardo Cunha sobre juízes e procuradores da Lava Jato. Chantagem essa “prestimosamente” transmitida pela Folha de São Paulo, na forma de “notinha” publicada por Jânio de Freitas e, pasmem, prontamente retransmitida por blogueiros “progressistas“.

Contudo, vale lembrar que não é só Cunha quem tem o dossiê “propina no Judiciário/ MP”. A Odebrecht, para arrancar o “acordo” de “delação dos 77 executivos” mais a “leniência” para a empresa, também deu um “tira-gosto”. Encaminhou à PGR, no ano passado, uma amostra das propinas pagas a juízes e procuradores. Prevaricando, Fachin esconde tais denúncias há 1 ano!

Também prevaricando, Rodrigo Janot, o ex-PGR, já fizera antes uma “filtragem” da “amostra” fornecida pela Odebrecht. “Amostra” essa portanto, dada a sua origem, também já “filtrada” anteriormente pela própria Odebrecht! Tal processo de “filtragem” vem sendo feito, desde o início da “investigação” que ela “sofre”. É diligentemente levada a cabo pela direção da empresa em conjunto com o departamento de TI. À frente do “desmonte”, Maurício Ferro, cunhado de Marcelo Odebrecht. Justo ele, livrado por Sergio Moro & “DD” até mesmo de investigação – que dirá então de denúncia, julgamento e apenamento!

A esse respeito, um relato de fonte de dentro da Odebrecht será exposto a público ainda nesta semana. A fonte revela os bastidores desse “esquema” Odebrecht/ “DD”/ Moro de “investigação” combinada, o que deveria resultar na prisão em flagrante de todos os envolvidos por obstrução da Justiça, falsidade ideológica e fraude processual continuada.
Antes disso, provas documentais virão à tona revelando crimes por parte de Moro, Dallagnol e Pozzobon.

Mas como a PF também está no esquema, qualquer cidadão pode dar voz de prisão diante de um crime em flagrante. A esse propósito, parece que vai ter uma penca de “cidadãos” lá em Porto Alegre, no próximo dia 24/1, todos eles doidos para exercer esse e outros direitos e deveres cívicos.

Anúncios

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.