Lula vence o monstro moromídia e ‘batalha final’ é pinto.

ELEIÇÕES 2018 Lula POLÍTICA Sérgio Moro e Lula

O Datafolha mostra que Lula se manteve impávido na luta contra a campanha que tentou desmoralizá-lo 

O Instituto de pesquisas pertencente ao grupo Folha divulgou ontem algumas projeções de 2° turno confirmando os dados dos dois últimos dias de novembro: a rejeição a Lula despencou acentuadamente e voltou ao patamar anterior à campanha de desmoralização movida pelo ‘monstro moromídia‘ (Sérgio Moro, Lava Jato, Rede Globo e mídias compradas) quando atingiu seu cume na véspera do  impeachment da presidente legitimamente eleita Dilma Rousseff, com 57%.
——
Hoje, 39% dizem que não votariam em Lula “de jeito nenhum”, o que não é muito diferente do preconceito que ele sempre carregou, mesmo nos melhores momentos de prosperidade econômica em seus governos entre os anos de 2003 e 2011. Já seu algoz juiz Sérgio Moro teve uma movimentação invertida e ostenta o mesmo nível de rejeição de antes. Um candidato indicado pelo magistrado golpista teria o mesmo nível de recusa (44%) que um candidato indicado por Lula (45%). Outros dados apontam que 62% dos entrevistados não votariam em um candidato indicado por Fernando Henrique Cardoso e 81%, pior ainda, jamais acolheriam um indicado por Michel Temer. Alckimim está perdido.
—–

Portanto, Lula venceu habilidosamente o moromídia, este abusado, covarde e desleal monstro judicial midiático que assola o Brasil desde 2015. O ex-presidente, gradativamente, recuperou um território que é mais seu do que deles e já começou a reunir aliados que se renderam à sua hegemonia política para uma contraofensiva derradeira; para golpear (entenda-se somente o sentido físico da palavra) misericordiosamente este ser desumano, o moromídia, que publicamente revelou-se (melhor revelaram-se) não ser merecedor de quaisquer honrarias, a saber por suas atividades comprovadas de ilicitude, da primeiro denunciados por Tácla Duran e da segunda pelo caso ‘Fifagate’.
—–
E mesmo que as ‘forças fundamentalistas de mercado’, como bem definiu o Tijolaço, detonem a “bomba H” de uma condenação de Lula, isso irá ferir a si próprios dividindo ao meio o país que querem controlar. Logo, na vida real somos muito diferentes dos avatares projetados pelos golpistas e seguimos nos impondo à propaganda mentirosa de massas. O país vai se ajustando, orientado pelos vetores da realidade insubstituível; pelas verdades incontestáveis do vademecum do Brasil soberano que nos remete na direção de nossa sobrevivência.
—–
Abortar essa lógica é crime hediondo à altura dos crimes hediondos que temos visto por parte de nossos governantes da República. Mas a vontade popular será mostrada livremente nas urnas ou sofreremos mais outra violência constitucional implantada por outro moromídia ressurgido das cinzas com uma vida extra?

Anúncios

2 thoughts on “Lula vence o monstro moromídia e ‘batalha final’ é pinto.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.