Reitor ‘suicidado’ inspira aula pública na UFSC em defesa do Estado de Direito

25 de novembro de 2017 0 Por Redação Urbs Magna
Reitor ‘suicidado’ inspira aula pública na UFSC em defesa do Estado de Direito

UFSC promove aula pública sobre Estado de Exceção no Brasil

UFSC promove aula pública sobre Estado de Exceção no Brasil

Jornal GGN – A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) realiza no dia 27/11 uma aula pública sobre “Resistência ao abuso de poder e ao fascismo: em defesa dos fundamentos do Estado Democrático de Direito e da Autonomia Universitária”.

O evento ocorrerá no Teatro Garapuvu, às 14h, com a participação do senador Roberto Requião, autor do projeto de Lei Cancellier contra o Abuso de Autoridade, do jurista e deputado Patrus Ananias, do procurador de Estado João dos Passos Martins, do padre Vilson Groh e da advogada Rosângela de Souza, representante do Coletivo Catarinense Memória, Verdade e Justiça.

Veja, abaixo, a nota completa sobre o evento.

Movimento nacional se levanta contra Estado de Exceção na UFSC e no Brasil

A prisão ilegal do reitor Luiz Carlos Cancellier de Olivo, que levou a sua humilhação, linchamento moral, banimento da instituição e consequente suicídio, não é um fato isolado na Universidade Federal de Santa Catarina. Em todo o país, forças democráticas de inúmeros partidos e correntes se levantam com vigor contra a instauração de um Estado policialesco que se afirma pelos excessos do poder, a violação da autonomia universitária e dos preceitos do direito constitucional, ambos pisoteados pela Polícia e pela Justiça Federal no caso do reitor.

Como palco dessa tragédia que horroriza o país e ainda não conheceu a menor sombra de justiça, a UFSC realiza no dia 27/11, a Aula Pública: “Resistência ao abuso de poder e ao fascismo: em defesa dos fundamentos do Estado Democrático de Direito e da Autonomia Universitária”. Por iniciativa do Coletivo Floripa contra o Estado da Exceção, com aclamação unânime do Conselho Universitário, o evento ocorrerá no Teatro Garapuvu, às 14 horas de segunda-feira, com a participação do senador da República Roberto Requião, autor do projeto de Lei Cancellier contra o Abuso de Autoridade; o jurista e deputado Patrus Ananias, ex-ministro do Desenvolvimento Agrário; o procurador de Estado João dos Passos Martins; o padre Vilson Groh, da União Arquidiocesana das Comunidades Eclesiais de Base e a advogada Rosângela de Souza, representante do Coletivo Catarinense Memória, Verdade e Justiça.

O Coletivo Floripa Contra o Estado de Exceção conclama todos os cidadãos que defendem a verdade e a justiça a divulgarem esse evento que se projeta como um marco nacional na defesa do Estado Democrático e de Direito. Toda a comunidade mais ampla está convidada a participar para compreender, opinar e debater o significado dos episódios de abuso de poder que levaram à prisão ilegal de seis integrantes da UFSC no dia 14 de setembro, culminando com a perda trágica do reitor.

Sem nunca ter sofrido um simples processo administrativo, o reitor e professor de Ciências Jurídicas foi encarcerado no Presídio de Florianópolis sem a constituição de denúncia, nem direito à defesa ou presunção de inocência, algemado nas mãos e acorrentado nos pés, humilhado nu em frente a outros presos, submetido a exames vexatórios e injustificáveis. Alvo de uma acusação infundada de um desafeto político da Corregedoria da UFSC, agasalhada sem a devida verificação pela Polícia e pela Justiça Federal, foi impedido de entrar na universidade onde se graduou, se fez mestre, doutor, diretor de centro e finalmente reitor eleito em sufrágio universal.

Que o suicídio político do professor Cancellier sirva para insurgir o Brasil contra a afirmação de um estado que desrespeita os direitos humanos e tende ainda a vitimar muitos outros inocentes. A comunidade universitária não faltará ao clamor da justiça e da dignidade!

Senador Roberto Requião e Patrus Ananias estarão em Florianópolis no mesmo dia 27, junto com os deputados Pedro Uczai, Celso Pansera e Décio Lima para o lançamento da Frente Parlamentar Mista em Defesa da Eletrosul. O ato que se insurge contra a privatização e entrega do setor estratégico de energia, ocorrerá às 9 horas no auditório Deputada Antonieta de Barros, na Assembléia Legislativa do Estado de Santa Catarina. Participam parlamentares federais, estaduais e municipais, Frente Brasil Popular, Intersul, Intercel e outras entidades que defendem a soberania nacional.

Anúncios