Renan Calheiros critica Temer em público e logo depois é derrubado.

O Senador criticou o usurpador por ter se aposentado com 55 anos e logo depois perdeu o mandato e direitos políticos.

Renan Calheiros, Senador PMDB-AL, foi condenado pela 14ª Vara Federal de Brasília à perda do mandato e suspensão de direitos políticos por oito anos por improbidade administrativa. Ele foi condenado por “enriquecimento ilícito” e “vantagem patrimonial indevida”.

A sentença está supostamente relacionada ao caso Mônica Veloso. Em 2007, Renan renunciou à Presidência do Senado porque a jornalista Mônica Veloso, com que tinha uma filha fruto de um relacionamento extraconjugal, denunciou que ele pagava a pensão da criança com dinheiro de um lobista da empreiteira Mendes Júnior, Cláudio Gontijo.  Mas, segundo o peemedebista, o Supremo Tribunal Federal já havia analisado o caso e concluindo não haver provas.

Entretanto, poucas horas antes Calheiros criticou duramente o governo Temer que iniciou a veiculação de uma propaganda defendendo a reforma da Previdência. A propaganda em defesa da reforma da Previdência é uma zombaria. Diz que tem muita gente no Brasil que trabalha pouco, ganha muito e se aposenta cedo. Isso vindo de alguém (referindo-se a Michel Temer) que se aposentou com 55 anos e recebe 45 mil por mês. É uma zombaria”, disse o Senador que, surpreso, anunciou que vai recorrer da decisão da 14ª Vara.

A ditadura de Temer tem se destacado e revela que é implacável.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: